OS TRÊS TIPOS DE PASTORES DOS DIAS ATUAIS .

obs. por ser um tema enorme , vou colocar apenas um resumo básico .

Meditando em Lucas 10, versos do 30 ao 37 me deparei com uma passagem muito atual , mostrando claramente o que vem acontecendo em muitas igrejas nos dias de hoje .
No versículo 30 me deparo com uma situação de um homem que viajando fora atacado por ladrões .
O viajante ferido e roubado encontrava-se longe de casa e da família, quando de súbito necessitou ajuda urgente. E onde se encontrava, dependia da assistência do primeiro estranho que ali passasse. Corria grande perigo e, sem ajuda, não teria sobrevivido.
O homem  desta parábola caminhava numa estrada isolada entre Jerusalém e Jericó. Era uma estrada sinuosa que, 30 km mais longe, descia cerca de 900 metros de Jerusalém até ao vale do Jordão. Devido os muitos buracos no chão, o viajante muitas vezes encontrava-se fora da vista dos outros  viajantes , pois precisava se desviar , e por isso as vezes saía da estrada ´principal . Por isso era fácil aos ladrões pois se escondiam  ao longo do caminho para  atacarem e roubarem quem passava. O homem da parábola foi atacado e quase morto , foi espancado , sendo-lhe roubado tudo quanto levava consigo. O ferido, que nem sequer se podia pôr de pé e continuar a viagem, foi abandonado à beira da estrada.
O que ele precisava naquele momento era de ajuda e não de palavras.
Existem os que somente falam , são bons na palavra , mas fracos no socorro , e roubam o direito de ajuda ao qual muitos tem.
Bem, sabemos que existem ladrões em todos lugares , mesmo até onde não imaginamos .

(Em algumas igrejas nos deparamos com alguns , tipo ...

LADRÕES DE UNÇÃO = AQUELE QUE DERRUBA UM LÍDER PARA ASSUMIR O POSTO DELE , AQUELE QUE COM MEDO DE VER O OUTRO CRESCENDO MAIS AINDA , FAZ DE TUDO PARA O DESTRUIR E O DEIXAR CAÍDO .

LADRÃO DE RECURSOS = AQUELE QUE VIVE DE ROUBAR RECURSOS ORIUNDOS DE CAMPANHAS , OFERTAS E DÍZIMOS PARA SEU PRÓPRIO GASTO.

LADRÃO DE FÉ = AQUELE QUE VIVE DESTRUÍDO A FÉ DE QUEM ACREDITA , MAS DEPENDE DO AVAL DELE , POIS COMO LÍDER DEVE SER RESPEITADO . etc)

O viajante estava , por algum motivo fazendo essa viagem , quando fora atacado .

É nesse ponto que quero analisar os três tipos de pastores que atuam nos dias de hoje.


PRIMEIRO = O SACERDOTE .

A palavra de Deus nos relata que naquele momento , descia pelo mesmo caminho  um sacerdote , que vendo aquela situação passou de largo .
Passar ao largo quer dizer:
Ao largo de. = 1. Longe de; a distância; afastadamente (Aurélio)

Portanto passar longe de qualquer lugar/coisa.


Vemos o sacerdote se desviando daquele homem , que machucado precisava de um socorro urgente .

A passagem que se refere ao papel sacerdotal como distinto do rei e de profeta (Dt 18:1-8) não define o papel nem prescreve os deveres dos sacerdotes. Isso pode ser prontamente compreendido; o papel, a seleção, a unção, os deveres e os privilégios dos sacerdotes tinham sido claramente apresentados antes. No coração do papel sacerdotal servem ao Senhor Deus no Tabernáculo, e mais tarde no templo de Deus e em outros lugares de adoração (Dt. 12,16). Eles pertencem ao Senhor Deus e o povo. Eles representam o povo diante de Deus, eles oferecem sacrifícios e de animais, cereais e incenso em favor do povo. Os sacerdotes são os intercessores perante Deus em favor de seus adoradores e servos. Moisés, quando descreveu os vários aspectos da vida civil de Israel, não somente reconheceu a presença do papel sacerdotal, como também estabeleceu que os detentores da posição sacerdotal tinham um papel legítimo na economia de Israel. Eles não possuíam terras (Dt 18:1) nem herança. Israel recebeu ordens de trazer sacrifícios para atender as justas necessidades dos levitas e sacerdotes, muitos deles mestres e expositores da Lei.

Existe um tipo de pastor que age dessa mesma maneira , pois ocupado com seus afazeres , se coloca como intocável , como aquele que não chega perto de ninguém e ninguém perto deles .
O tabernáculo era habitação de Deus e somente os sacerdotes podiam entrar ali.

Talvez acostumado com sua função , ele se coloca acima do bem e do mal e não quer saber de chegar até o homem caído , tinha sangue , estava machucado , não queria se contaminar.
Ele era sacerdote , vivia dentro do tabernáculo , então não poderia fazer nada .
Você conhece algum tipo de pastor que se coloca como o intocável , aquele que não pode fazer nada , aquele que vive pregando que ovelhas gera ovelhas , e que a função dele não é evangelizar , e sim somente ficar no altar ? Que vive de uma forma que apenas gosta de ser servido , mas não serve a ninguém ?  Eu aprendi que quem não vive para servir , não serve para viver.
Jesus é descrito de vários modos nas Escrituras. Ele é o bom pastor, o Pastor Supremo (João 10:11; 1 Pedro 5:4), Rei (Apocalipse 19:16; Atos 2:29-36), profeta (Deuteronômio 18:17-19; Atos 3:22-23; Lucas 13:33), Mediador (Hebreus 8:6) e salvador (Efésios 5:23). Cada uma destas descrições salienta alguma função que Jesus desempenha no plano da salvação. Talvez a mais completa descrição de Jesus com respeito a sua obra redentora seja a de sumo sacerdote , e como sacerdote celeste parou seus afazerem para nos socorrer.

SEGUNDO =  LEVITA

Levitas eram os membros da tribo de Levi, terceiro filho do patriarca Jacó. Formavam uma tribo separada, sem território, sem herança terrena porque gozavam do alto privilégio de ter o Senhor como seu quinhão, sua posse (Dt 10.9). Era a tribo dos sacerdotes (cohanim), descendentes de Arão, por sua vez descendente de Levi (Ex 29.44; Nm 3.10). Isso quer dizer que todo sacerdote (cohen) era levita levi), mas nem todo levita era sacerdote (Nm 3.6s).  



       Os levitas (leviim) tinham, entre outros privilégios:

  • servir no santuário (Nm 3.6; 1Cr 15.2) ajudando nos sacrifícios (Jr 33.18,22), na recepção de oráculos (Nm 3.38; 2Rs 12.9ss;
  • transportar a arca da aliança (aron haberith);
  • a responsabilidade do ensino da lei (Dt 31.9; 22.10);
  • autoridade para abençoar. Grande privilégio pela associação como o Nome de Deus (Nm 6.27).

         Gozavam os levitas de alto prestígio, de elevada estima aos olhos do Senhor a ponto de lhes ser dito pelo Senhor, "... os levitas serão meus" (Nm 8.14b). Por esse motivo, no deserto, quando da apostasia do povo de Deus, os levitas puniram os apóstatas (Ex 32.25-29).
         Deuteronômio 10.8 resume o ministério levítico, e nos aponta de modo sugestivo um plano de trabalho para nós mesmos, levitas da Nova Aliança: levar a arca da aliança, estar diante do Senhor e abençoar em Seu Nome.


Então como levita , ele se achou no direito de deixar aquele ferido caído ali , pois também não era a função dele socorre lo .

Quer dizer , eles não podem lavar banheiro da igreja , não podem participar da arrumação do salão , da ajuda , da doação etc.
São também da classe dos intocáveis .

TERCEIRO = O SAMARITANO


Samaritanos

       Vem da Samaria que chamava-se a principio Shamron que quer dizer lugar de vigília, guardiã, sentinela,
      
E parecia muito apropriada a uma cidade situada no alto de um monte. Possuía um vale muito fértil com bosques e terras boas para o plantio.
      
Eram desprezados pelos Judeus pelo fato de ser uma raça misturada com Babilônicos. E árabes. Estes elementos estrangeiros, levaram consigo a sua idolatria. Levantavam imagens de seus deuses nos lugares altos de Israel combinando a idolatria com o culto de Jehovah (Deus ).
      
Oculto pagão crescia e os judeus sentiam repugnância em manter relações sociais e religiosas com os samaritanos. E não permitiam a adoração deles no Templo de Jerusalém.
      
Eles então se insularam na Samaria e fundaram o seu próprio templo, sobre o monte Garizim e declaravam não pertencer a mesma raça. E agradavam aos estrangeiros mostrando desejo de que seu templo fosse dedicado a Júpiter. Defensor dos estrangeiros.
      
Mais tarde o motivo que levou os Samaritanos a receberem o Evangelho foi a pregação
       De Felipe através dos milagres operados por ele. Outro motivo , foi Jesus admitir –lhes os mesmos privilégios de que gozavam os Judeus convertidos ao Evangelho.


Certa vez Jesus disse: Graças te dou oh! Pai, porque os teus ensinos tu o revelastes aos pequeninos e humildes. E os escondestes aos sábios e orgulhosos.

 O que queria dizer Jesus com isso?
Que muitos, como o Fariseu , o Sacerdote e o Levita que eram os intelectuais da época ficariam sem entender a profundidade da filosofia Cristã ao passo que homens simples como o Samaritano que não tinha cultura , mas possuía um bem inestimável que era o coração bem formado para o amor ao semelhante.

        O Samaritano não perguntou, não investigou, não suspeitou, apenas ajudou. Não lhe interessou saber se o pobre irmão possuía esta ou aquela posição social esta ou aquela religião se era rico ou pobre. Somente viu nele um irmão necessitado de auxilio e mediato.
       
Então o Samaritano foi misericordioso . Não julgou mal, Foi paciente, foi benigno .Não se conduziu inconvenientemente, não procurou interesses pessoais, não se exasperou, não se sentiu superior, entristeceu-se com a injustiça .

Como diz o Apóstolo Paulo: O AMOR È O DOM SUPREMO.
       
O Samaritano não falava a língua dos anjos, não profetizou, não demostrou conhecer ciências e filosofias, e entretanto foi realmente o anjo do Próximo, como disse Jesus.O maior, Dom é o amor ,  e o Samaritano possuía esse Dom.

Hoje , conhecemos pastores que também tem esse dom , são homens e mulheres que amam de verdade , que dão a vida pelas ovelhas , que entram madrugada a fora , correm perigo , em quanto não veem suas ovelhas guardadas no aprisco .

.
Os 10 pastores que respeito e admiro


1- O que não é perfeito, mas que busca ser exemplo do rebanho  = Esse pastor sabe de suas limitações, sabe que não é melhor do que ninguém, sabe que é um pecador resgatado pelo sangue de Cristo. Ele, porém, sabe também da missão que Deus lhe deu e busca conduzir suas ovelhas no caminho dado pelo Supremo Pastor, sendo, antes de todos, o primeiro a vivenciar a Palavra de Deus em sua vida para testemunhar a outros. Ele tem todo cuidado nessa questão e pode-se ver em sua vida um homem que busca viver o evangelho e não somente falar dele. É humano, tem seus erros, e não faz questão de passar uma imagem de todo poderoso.
2- O que faz cultos cristocêntricos  = Esse pastor busca glorificar a Cristo nas ministrações que preside. Busca conduzir todas as coisas para que Cristo cresça e todo o resto diminua. Do primeiro ao último minuto de seus cultos busca apresentar a Cristo e conduzir as pessoas a Ele. É sensível ao observar e corrigir coisas que tentam competir com a centralidade de Cristo nos cultos.
3- O que não tem medo de pregar a Palavra de Deus = Esse pastor não faz média, antes, entrega a palavra de Deus conforme a Bíblia a revela. Ele não usa de técnicas melodramáticas para tocar o coração dos seus ouvintes. Ele busca antes de tudo, que o Espírito Santo revele a Palavra aos seus ouvintes, conduzindo-os à presença viva de Deus. Sabe que muitas vezes irá desagradar pessoas na sua pregação, mas é fiel às verdades que Deus lhe manda pregar.
4- O que não crê que os fins justificam os meios = Esse pastor é totalmente dependente de Deus em seu ministério. Ele conduz a igreja a andar nos caminhos corretos de obediência ao Senhor e não nos caminhos tortuosos que o coração humano propõe e que visam, antes de tudo, resultados que premiam o trabalho realizado. Para ele o mais importante é fazer a vontade de Deus usando os meios dados por Deus.
5- O que é obediente a Deus mesmo não vendo resultados palpáveis = Esse pastor gosta de ver os resultados de seu trabalho, porém, não é guiado por esses resultados. É guiado pela obediência e direção de Deus. Mesmo, às vezes, não vendo resultados pontuados pelas pessoas como o ‘sucesso’, continua sendo fiel e o pastor responsável por certo número de ovelhas dadas por Deus. Para ele, cumprir a missão de Deus não é encher a igreja de gente a qualquer custo, mas sim obedecer a Deus e confiar a Ele os resultados do trabalho, seja quais forem.
6- O que não faz a si mesmo o “bam-bam-bam” da igreja = Esse pastor sabe fazer suas ovelhas entenderem a diferença entre admiração e bajulação. Ele não aceita ser bajulado e até adorado como se fora mais do que os outros ou até mesmo um quase deus. Coloca-se na posição de servo, tem prazer de trabalhar em equipe e de ver suas ovelhas se desenvolvendo em seus ministérios, e sempre reitera que ele também é ovelha do rebanho de Deus. Não deixa o ego assumir o controle. Ele não é um ídolo dentro de sua igreja.
7- O que não explora financeiramente suas ovelhas = Esse pastor não é ignorante, não acredita que as dívidas da igreja são pagas como que por milagre. Ele sabe das possibilidades da sua igreja e não usa ameaças e nem promessas que a Bíblia não faz para que suas ovelhas contribuam com o trabalho. Ele sabe instruir corretamente sua igreja sobre o que a Bíblia diz a respeito das contribuições para o reino de Deus. Não faz dos momentos de ofertório o momento mais importante do culto e nem do dinheiro o deus e a confiança maior da igreja. Trabalha a parte financeira da igreja com dignidade, ética e transparência.
8- O que não tem medo de ensinar profundamente a Bíblia às suas ovelhas = Esse pastor não faz doutrinas em cima de textos isolados da Bíblia, por isso, não tem medo de ensinar suas ovelhas a serem questionadoras, estudantes profundas da Bíblia. Ele tem porta aberta ao diálogo e aos questionamentos. Por isso, os cultos que preside são banquetes de aprendizado e quebrantamento, onde a Palavra de Deus reina soberana como fonte de ensino e a regra de fé e prática. Por ser assim ele sabe que precisa sempre beber dessa fonte para também poder dar de beber cada vez mais aos seus discípulos.
9- O que ora sempre buscando em seus pedidos que seja feita a vontade de Deus em primeiro lugar = Esse pastor não ousa sequer pronunciar palavras de ordem a Deus. Ele sabe quem é Deus, sabe de Seus atributos grandiosos. E mais, sabe exatamente que ele é apenas um homem imperfeito, que está de pé pela graça de Deus. Por isso, em suas orações ele é dependente de Deus e não o chefe de Deus.
10- O que tem cheiro de ovelha = Esse pastor é pastor que pastoreia de verdade. A sua missão de vida é pastorear e não fazer fortuna com o rebanho vendendo suas peles e carnes! Chegue perto dele e sentirá o cheiro das ovelhas. Isso porque ele fica muito perto, ele acompanha, ele se preocupa com elas. Ele as ama de verdade, mesmo que elas não tenham nada para dar-lhe em troca. Ele as acolhe, ele cumpre seu trabalho cabalmente como bom trabalhador que não tem de que se envergonhar.
E VOCÊ, TEM ALGUM PASTOR QUE RESPEITA E ADMIRA?


BRISPO ROBERTO TORRECILHAS / GRITOS DE ALERTA / OBPC
 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ILLUMINATIS , QUEM SERIA O LIDER DELES NO BRASIL ?

ENTENDA MAIS SOBRE LO-DEBAR “Lo-Debar, nunca mais” (II Samuel 9: 1-13) nos links

COMO FAZER UM ESBOÇO PARA PREGAÇÃO - Aprendendo a fazer um esboço de pregação.