sábado, 18 de outubro de 2014

Evangélicos estão indignados com a violência contra os pastores em Honduras

Depois de mais um assassinato de um líder religioso em Honduras, o pastor Alberto Solorzano, representante da Associação Evangélica, enfatizou que os pastores continuam a cumprir a sua missão, no entanto, lamentam que a violência no país continua. 
Solorzano disse que eles tiveram um bom apoio por parte das autoridades, mas, obviamente, a questão da segurança continua preocupando a muitos pastores e líderes de outras denominações que trabalham em zonas de conflitos. 
Ele também ressaltou que, independentemente do que acontece ao redor, eles continuarão fazendo a Obra de cristo. 
Elvis Cruz Maurício Flores, pastor da Igreja Evangélica Nvio de Sião, foi estrangulado dentro de sua residência, no Vale de São Pedro Sula.
Postar um comentário

Quando Bolsonaro e as esquerdas falam a mesma língua

A  entrevista do deputado Jair Bolsonaro  (PSC-RJ), realizada pelo repórter especial do  Estado , Marcelo Godoy, e publicada no domi...