terça-feira, 27 de janeiro de 2015

A FÉ CONTRA A FOFOCA


Onde há pessoas há o ‘disse me disse’, fofocas, intrigas, críticas, e coisa e tal.
Não importa se as pessoas são adultas, jovens ou até crianças. A língua sempre vai trabalhar.
Na maioria das vezes, para o mal.
Na igreja não é diferente. Mesmo entre os supostamente espirituais.
Ora oram, rezam, fazem preces e, logo em seguida, criticam os demais.
Usam tanto para o bem quanto para o mal.
Com ela tentam servir a Deus, mas, com certeza, servem ao diabo.
Como administrá-la só para o bem?
Como defender-se da língua alheia?
Só há um caminho: o da fé.
A fé sem alma, sem coração, sem sentimentos…
Quando ouvir vozes que não estejam de acordo com a Palavra de Deus,
Isto é, vozes produtoras de dúvidas, mal estar, conflitos íntimos, medos, preocupações, enfim, vozes que estressam,
Imediatamente há que se mandá-las para o quinto dos infernos.
Os da fé sem sentimentos não julgam segundo a aparência, não dão atenção às coisas visíveis, não são receptíveis às coisas que vêm deste mundo tenebroso.
Antes, FIRMAM SEUS PENSAMENTOS E SEUS PASSOS NAS PROMESSAS DE DEUS.
Não se interessam por abobrinhas, picuinhas e muito menos pelas opiniões alheias.
Não se preocupam com a sua imagem, o que vão dizer, etc.
Sejam sábios, meus caros; blindem a sua fé com o poder da Palavra de Deus, desprezando os sentimentos.
Não deem crédito a comentários que tirem a sua paz.
Sejam espertos e pratiquem este conselho:
“…não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”.  2 Coríntios 4.18






BLOG UNIVERSAL

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...