TROCANDO DEUS PELO DIABO - Adolescente sai de culto, vai a festa rave e desaparece, em Niterói

Pamella Dominique, de 17 anos, está desaparecida desde sexta-feira.Pamella Dominique Silva de Abreu, de 17 anos, disse que ia comprar chicletes e não voltou. Ela saía, com a família, de um culto evangélico, na sexta-feira, no Jardim Catarina, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, e fugiu para ir a uma festa. Mas a história não acabou aí: a jovem pode estar a dezenas de quilômetros dos parentes, acompanhada de uma suposta estranha, com ficha na polícia. O drama inclui ainda uma passagem de ônibus financiada pela Prefeitura de Niterói, também na Região Metropolitana, onde a jovem mora.
Familiares da menor buscam informações na porta da DH.— Sabemos que ela sumiu após o culto porque quis. Mas o que aconteceu depois é estranho. Ela foi vista no Centro, visivelmente dopada e acompanhada de uma mulher que nunca vimos — desabafa o avô da jovem, que acompanha a investigação da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo: — Ela queria ir a uma festa, como toda adolescente, mas acreditamos que possa estar em risco agora.
O Disque-Denúncia (2253-1177) divulgou um cartaz com a foto dela em busca de informações.
Familiares da menor buscam informações na porta da DH. Foto: Jorge Casagrande / Agência O Globo
Depois que sumiu na sexta-feira, Pamella foi vista numa festa de música eletrônica na Concha Acústica de Niterói, no sábado. A família acredita que esse evento tenha motivado a fuga.
— Mas ela ia voltar depois, saiu apenas com a roupa do corpo — supõe uma prima.
A adolescente deixou a festa com um rapaz que conheceu num grupo de WhatsApp. O jovem foi ouvido pela polícia e revelou que se despediu de Pamella na plataforma do terminal de ônibus. Lá, ela deveria pegar o carro para o Fonseca, onde mora com os pais.
Uma hora depois de ser deixada na plataforma, Pamella foi vista na Praça do Rink (no Centro de Niterói) acompanhada de uma desconhecida. Identificamos a mulher, que tem passagens pela polícia típicas de moradores de rua e usuários de drogas, como agressão e furtos — diz um dos policiais que investiga o caso.
Passagem dada pela prefeitura
Ao invés de pegar um ônibus para casa, como iria fazer, segundo o amigo, Pamella continuou na Praça do Rink e, provavelmente, pernoitou na rua, de acordo com a polícia. Na segunda-feira, ela e a mulher desconhecida foram até o Centro de Referência Especializado para População de Rua (Crepop), na Rua Coronel Gomes Machado, e conseguiram uma passagem de ônibus para outra cidade, a mais de cem quilômetros de Niterói.
— Os pais foram até o Crepop saber como eles deram passagem para uma adolescente. Não pediram documentos. A mulher disse que era mãe dela e conseguiu o benefício — lamenta o avô.
A prefeitura diz que a equipe do Crepop entregou à mulher solicitação de gratuidade de passagem, mas frisou que ela deveria ir ao Conselho Tutelar pedir autorização para viajar com a menor, já que a garota não tinha documentos.

VIA   GRITOS DE  ALERTA 

INFORMAÇÕES.
Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/adolescente-sai-de-culto-vai-festa-rave-desaparece-em-niteroi-16777340.html#ixzz3g468MXtP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ILLUMINATIS , QUEM SERIA O LIDER DELES NO BRASIL ?

ENTENDA MAIS SOBRE LO-DEBAR “Lo-Debar, nunca mais” (II Samuel 9: 1-13) nos links

COMO FAZER UM ESBOÇO PARA PREGAÇÃO - Aprendendo a fazer um esboço de pregação.