sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Pastor é morto na frente de casa em Juiz de Fora (MG)


Pastor é morto na frente de casa em Juiz de Fora (MG)Um pastor da igreja evangélica Tabernáculo do Espírito Santo foi morto com tiros na cabeça à queima-roupa no portão de sua casa, no início da tarde desta quarta-feira (25), no Bairro São Judas Tadeu, Zona Norte de Juiz de Fora (MG).  Ainda na noite de quarta, a Polícia Militar chegou a dois suspeitos da ação, que seriam levados para a delegacia de Santa Terezinha. Também teriam sido apreendidas uma motocicleta e uma arma.
O crime ousado, registrado em uma via movimentada e a poucos metros de uma escola, chocou a população, que afirma que João Carlos de Brito, 54 anos, não tinha desafetos. O assassinato foi o segundo registrado na cidade em um intervalo de três horas. Pela manhã, outro homem havia sido morto, na Vila Ideal, Zona Sudeste.
No episódio de São Judas Tadeu, segundo informações da Polícia Militar, o pastor, que era também sargento reformado do Exército, foi executado por um criminoso que o aguardava do lado de fora de sua residência, localizada na Rua Monsenhor Francisco de Paula Salgado. O suspeito estava do outro lado da rua e, por volta de meio-dia e meia, disparou quando a vítima ia entrar em seu veículo, na companhia da esposa. Após o crime, a mulher relatou aos policiais que o marido ainda ergueu as mãos. Depois de João Carlos cair no chão, o atirador fez pelo menos mais dois disparos contra a cabeça dele. O assassino fugiu a pé e, poucos metros a frente do local do homicídio, embarcou em uma moto, na companhia de um comparsa.
O Samu foi acionado e realizou os primeiros socorros à vítima no local. Porém, o pastor não resistiu. A área onde João Carlos foi morto precisou ser isolada para os trabalhos da perícia da Polícia Civil. A polícia não sabe a motivação para a execução. O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios.
“Vida reta e em Deus”
Vizinhos, conhecidos e parentes do pastor estavam sem entender o que poderia ter motivado o assassinato. Um dos fiéis de sua igreja, Emerson Lopes, disse que João Carlos havia fundado o Tabernáculo do Espírito Santo há cerca de seis anos e que, ontem à noite, ocorreria um culto. A igreja fica no Bairro Santa Cruz, também na Zona Norte. Outro templo funcionava na cidade de Santos Dumont há três anos.
Conforme Emerson, o pastor realizava obras sociais na região, como entrega de cestas básicas, e também fazia visitas a hospitais da cidade. “Não dá para entender o que houve. Ele era um homem de vida reta, em Deus. Se dedicava totalmente à igreja. Esta situação nos faz pensar em que lugar estamos seguros? Antes, evitando alguns locais e horários, estávamos em segurança. E agora?” Segundo o integrante da igreja, hoje ocorre a formatura no curso de sargentos do Exército de um dos filhos da vítima. “É uma tristeza muito grande”, finalizou.

Nenhum comentário: