sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Israel começa a receber remanescentes judeus do Brasil

 A imigração para Israel, ou aliá, do Brasil mais do que dobrou nos últimos quatro anos, de 191 em 2011 para mais de 400 até agora neste ano. O crescimento médio da aliá para toda a América Latina, no mesmo período foi de apenas 7 por cento. Embora tenha aproximadamente a metade da população judaica da vizinha Argentina, o Brasil enviou mais imigrantes para Israel por dois anos consecutivos. Estima-se que 120.000 judeus vivem no Brasil. “Eles buscam um futuro melhor”, disse Gladis Berezowsky, 58 anos, que ajuda a administrar uma organização não governamental com sede em Israel estabelecida em 2014 para ajudar os brasileiros que pretendem mudar para Israel.
ShowImageDe acordo com a reportagem do jornal JPost de Jerusalém, o Brasil é uma nação de 200 milhões de habitantes, está enfrentando sua mais acentuada recessão em um 25 anos, a economia deve encolher em quase 2 por cento este ano para baixo do crescimento do PIB superior a 7 por cento em 2010. O real brasileiro encolheu 138 por cento em relação ao dólar norte-americano nos últimos cinco anos e a taxa de inflação subiu para 10 por cento. O país é também um dos mais sangrentos na Terra, com mais de 58.000 brasileiros morrendo uma morte violenta em 2014. “Mais pessoas são mortas a cada ano no Brasil por meio intencional violento do que em qualquer outro lugar no planeta, incluindo a maioria das zonas de guerra do mundo combinados”, disse Robert Muggah, diretor de pesquisa de uma ONG com sede no Rio de Janeiro que estuda a ligação entre a violência e o tráfico de drogas.

Nenhum comentário: