sábado, 23 de janeiro de 2016

Filho do diabo , falso pastor é acusado de dois crimes de morte .

Ana Cristina Sampaio foi morta ao lado de pastora na Bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)Ana Cristina Sampaio foi morta ao lado de pastora na
Bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)
O corpo da mulher morta a pedradas ao lado de uma pastora foi liberado nesta sexta-feira (22) do Instituto Médico Legal (IML) de Vitória da Conquista, região sudoeste. Ana Cristina Sampaio, 37 anos, morava no estado de São Paulo e estava na Bahia para descansar após enfrentar a morte da mãe, disse o cunhado dela, Mizael Moreira. Um pastor é considerado mandante do crime e está sendo procurado - dois executores foram presos.

"Ela morava Embu das Artes e há três meses a mãe dela faleceu em São Paulo. Ela decidiu ir para a Bahia para descansar e tentar espairecer um pouco por causa da perda. Eu e minha esposa também estávamos na Bahia desde o Natal e ficamos hospedados no mesmo sítio da pastora, mas vim embora na semana retrasada e ela ficou", disse.
Marcilene Oliveira Sampaio foi enterrada na quinta (21), na cidade de Conquista. Já o velório e o enterro de Ana Cristina serão realizados em Embu das Artes (SP), onde a vítima morava, na manhã de domingo (24), no Cemitério dos Jesuítas. Ela deixa dois filhos de 7 e 12 anos.Ana Cristina e Marcilene Oliveira Sampaio foram achadas mortas na manhã de quarta (20) após sequestro da noite anterior. O marido da professora, que dava aulas na Universidade do Estado da Bahia (Uneb), se salvou após forçar um acidente. Segundo a polícia, o pastor teria planejado as mortes após o casal alvo do atentado se mudar de igreja e levar a maioria dos fiéis.
Marido da vítima também foi sequestrado (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)Casal foi alvo de atentado e mulher foi morta
(Foto: Reprodução/TV Sudoeste)
O cunhado de Ana Cristina, Mizael Moreira, diz que a família encontrou dificuldades para a liberação do corpo na Bahia porque a vítima perdeu todos os documentos. "Foi complicado para a gente poder liberar. Eles pediram para mandar xerox de um documento que está aqui [em São Paulo], porque os dela se perderam. Enviamos e depois de muita luta conseguimos, graças a Deus. Foi uma grande burocracia", disse, em contato com o G1.
Mizael contou que a família vai arcar com todos os custos do traslado do corpo, em torno de R$ 5 mil. "O transporte será feito todo de carro. A previsão é de que o corpo chegue em São Paulo na noite deste sábado. O velório vai ocorrer durante toda a noite e o enterro deve acontecer por volta de 11h de domingo.
O cunhado ainda afirma que Ana Cristina era tranquila e trabalhadora. "Excelente pessoa, trabalhadora e mãe de dois filhos. Há pouco tempo saiu do serviço e estava recebendo seguro, mas planejava abrir uma loja ao lado da minha esposa. Era cheia de vida. Esperamos que os responsáveis sejam punidos", destacou.
Pastor Edmar é suspeito de ter encomendado crime e está sendo procurado (Foto: Reprodução/TV Bahia)Pastor Edmar é suspeito de ter encomendado crime
e está sendo procurado (Foto: Reprodução/TV Bahia)
Crime
A professora, o marido e Ana Cristina tinham acabado de sair da igreja, na noite de terça-feira (19), e estavam a caminho do sítio onde moram quando o carro em que estavam apresentou um defeito na estrada que liga ao município de Barra do Choça.
Carlos Eduardo disse à polícia que desceu do veículo e abriu o capô para verificar o que tinha acontecido quando foi abordado por três homens que chegaram em outro carro. Entre os suspeitos estava o pastor de prenome Edmar, apontado como mandante do crime.
De acordo com a polícia, os homicídios teriam sido motivado por vingança após a postora e o marido dela, que eram colegas do pastor suspeito, terem saído da igreja dele depois de um desentendimento para fundar uma nova e levado a maioria dos fiéis.
O marido da professora morta, Carlos Eduardo de Souza, que, assim como a companheira, também é pastor, era outro alvo dos criminosos, mas conseguiu escapar após ser espancado. Segundo a polícia, a intenção dos criminosos era matar toda a família no sítio em que as vítimas residiam. A suspeita é de que Marcilene e os parentes já estavam sendo seguidos desde o momento em que deixaram a igreja.
Pastora e prima são mortas em Vitória da Conquista (Foto: Imagem/TV Sudoeste)Pastora e prima são mortas em Vitória da Conquista.
(Foto: Imagem/TV Sudoeste)
Uneb lamenta
Marcilene Oliveira Sampaio também era professora do curso de Letras da Universidade Estadual da Bahia (Uneb). Segundo a instituição de ensino, ela também já atuou como diretora do Departamento de Ciências Humanas e Tecnológicas (DCHT) do Campus XX da Universidade, em Brumado.
Marcilene era mestre em Linguística pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e iniciou a carreira na Uneb em 2004. A Reitoria da UNEB informou que presta solidariedade a familiares e amigos de Marcilene. Disse ainda que espera que a apuração das circunstâncias da morte seja realizada e concluída com celeridade.
Corpos de pastora e de prima foram encontrados em estrada de Conquista, na Bahia (Foto: Imagem/TV Sudoeste)Corpos de pastora e de prima foram encontrados em estrada de Conquista, na Bahia (Foto: Imagem/TV Sudoeste)
fonte  G1.COM.BR

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...