sábado, 5 de março de 2016

Música: Rolling Stones fazem apresentações satânicas durante shows no Brasil


Imagem redimensionada

Em sua turnê pela América Latina, a banda The Rolling Stones passou por três cidades brasileiras levando composições que vão de letras abstratas às satânicas. O exemplo mais claro disso se traduz na música “Sympathy for the Devil” (“Simpatia pelo Diabo”, em tradução livre), apresentada aos fãs brasileiros com efeitos visuais repletos de simbologias demoníacas.

Composta pelo vocalista Mick Jagger e o guitarrista Keith Richards, a canção é uma homenagem ao diabo, contando em forma de narrativa as atrocidades cometidas por ele ao longo da história da humanidade.

“Por favor, permita que eu me apresente. Sou um homem de riquezas e bom gosto. Estive por aí por muitos, muitos anos. Roubei a alma e a fé de muitos homens. E eu estava por lá quando Jesus Cristo teve seu momento de dúvida e dor. Certifiquei-me de que Pilatos lavasse suas mãos e selasse seu destino”, diz os primeiros trechos da canção.

Lançada em 1968, a música se tornou um dos maiores sucessos da banda. De acordo com Jagger, sua influência para escrever a canção veio do poeta Charles-Pierre Baudelaire e do livro “O Mestre e Margarida”, escrito pelo soviético Mikhail Bulgakov.

Nas apresentações que a banda fez no Brasil, realizadas no dia 20 de fevereiro no Rio de Janeiro, 24 e 27 de fevereiro em São Paulo e 2 de março em Porto Alegre, simbologias do satanismo surgiram nas grandes telas que faziam parte da estrutura do show no momento da música. Jagger vestia uma grande capa preta e vermelha, remetendo a Lúcifer, o personagem principal da canção.

Assista trechos da apresentação da banda em São Paulo, no estádio do Morumbi:

Nenhum comentário:

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...