segunda-feira, 25 de julho de 2016

Cristãos nigerianos podem enfrentar tempos ainda mais difíceis


Um novo projeto de lei que está tramitando no Parlamento Federal Nigeriano tem preocupado muito os cristãos que vivem no país. Trata-se do direito a novas pastagens dado aos pastores fulani (fazendeiros nômades muçulmanos). O governo pretende oferecer a eles novas rotas por terras nigerianas, alegando que é necessário encontrar uma solução para o esgotamento de recursos das terras por onde eles peregrinam atualmente. Antes, suas pastagens eram exclusivas, evitando dessa forma os conflitos com os agricultores cristãos.
De acordo com a declaração oficial da CAN (Associação Cristã da Nigéria), emitida em 25 de maio de 2016, a nova proposta prevê aos fulani o direito de passar por terras de todos os estados da Nigéria. Simultaneamente, existem outros projetos de lei reforçando a competência dos tribunais que utilizam a sharia (lei islâmica) em processos penais. Tendo seus territórios expandidos, os pastores muçulmanos também serão beneficiados com base jurídica para um possível domínio da região Sul do país, que até o momento está sob o domínio de agricultores pertencentes a grupos étnicos e religiosos minoritários.
Lembrando que, os muçulmanos já dominam o Norte do país, no Sul estão os cristãos, em sua maioria, e o Cinturão Médio, área central da Nigéria, é onde há o maior número de conflitos violentos entre muçulmanos e cristãos. Até o momento, não há nenhum projeto de lei que atenda aos interesses das minorias religiosas. Na verdade, de acordo com a CAN, o projeto que favorece os fulani é um claro sinal de que os planos de islamização da Nigéria estão sendo patrocinados pelos atuais governantes. Ore pela igreja na Nigéria.

Nenhum comentário:

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...