quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Silas Malafaia defende crime de responsabilidade contra ministros do STF



O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), fiel à igreja do pastor Silas Malafaia (Assembleia de Deus-Vitória em Cristo), é um dos autores da proposta que prevê crime de responsabilidade contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Cavalcante tem a bênção de Malafaia, que ainda não engoliu decisão recente da Primeira Turma envolvendo aborto. No dia 29 de novembro, foi proferida a decisão que não criminalizou a prática do aborto até os três meses de gravidez. 

Malafaia reagiu: “Estamos agora com Deus presidindo algum Poder? Os ministros são intocáveis? Não são. Eles têm de respeitar suas funções, e nenhuma delas é de legislar. Qual é o embasamento científico que diz que mulher pode abortar até os três meses? Casamento [hoje possível a pessoas do mesmo sexo], na Constituição, é entre homem e mulher. Tem de responsabilizá-los por avançar sobre outro Poder”.


Fonte: Revista Época on-line

Nenhum comentário:

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...