quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

COMERCIO FIEL - Assembleia de Deus mira mercado de telefonia e já conta com duas operadoras evangélicas no Brasil



Com o crescimento do número de evangélicos no Brasil e a tendência de ser o maior país “protestante” do mundo nas próximas décadas, o mercado está cada vez mais de olho neste segmento que vem se atualizando, criando o próprio estilo e inovações em diversos setores da sociedade. Em 2015, foi a operadora evangélica de celular da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), a “MAIS AD”.
Imagem redimensionadaDesta vez, foi lançada uma nova operadora evangélica também da Assembleia de Deus Ministério de Santo Amaro, tornando-se uma das grandes apostas do mercado para 2017.

A operadora da Assembleia de Deus (CGADB) é primeira no segmento, segundo exemplificado em sua página inicial:

“A MAIS AD é a única operadora que reverte seus lucros para obras sociais e missionárias da igreja. Quando você compra o chip e recarrega seu celular, está contribuindo para que esses projetos e missões possam continuar crescendo e atingindo cada vez mais pessoas.”

A operadora Mais ADSA surgiu em setembro de 2016, também da Assembleia de Deus – Ministério de Santo Amaro, em São Paulo e conta atualmente com 80 mil evangélicos da denominação, e a empresa já emitiu 6 mil chips.

Em sua página inicial vemos o mesmo diferencial de serviço: “Só com a MAIS ADSA você fala e ainda apoia os projetos da sua igreja”.

A tendência para 2017 é que mais operadoras virtuais de celular (MVNO) apareçam, aumentando a concorrência com as gigantes do mercado, podendo fazer baixar os custos dos serviços. 

Fonte: JM Notícia com informações de Gospel+

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...