quarta-feira, 26 de julho de 2017

Expocristã retorna sob o comando de empresa ligada ao apóstolo Agenor Duque

Imagem redimensionada

A Expocristã, feira que movimentou o mercado gospel até 2012, quando foi encerrada após a morte de seu fundador, Eduardo Berzin, está de volta e sob a regência do líder da Igreja Plenitude do Trono de Deus, Agenor Duque. O evento será realizado entre os dias 17, 18 e 19 de agosto no centro de convenções Expo Center Norte, em São Paulo, mas em nenhum dos encontros o líder neopentecostal marcará presença.

A empresa que está organizando o evento é a Rede do Bem Group, ligada à Igreja Plenitude e administradora das emissoras de rádio e TV em que Agenor Duque veicula seus programas. No site da Expocristã, há um campo de cadastro em que um comunicado sugere que a empresa tem a intenção de conciliar “conexões de mercado” com a “propagação da Palavra de Deus”.

“Esta edição ressuscitada (vai saber por quais meios) tem tudo para ser a pior, em termos de apostasia, de todas. […] Prevemos que haja gigante politicagem (no Café dos Pastores já está anunciada a presença de autoridades governamentais), incentivo à idolatria de personalidades gospel, busca por mercadorias de conteúdo duvidoso apenas por estampar grifes de ministérios, clientes ávidos pelo consumo e vendedores desesperados por comissões. Enfim, bem pior até do que a cena que Jesus vivenciou no Templo”, comentou a blogueira Vera Siqueira.

A ausência de Agenor Duque no evento é apontada pela bloqueira como sinal de que os demais líderes evangélicos não querem ter seus nomes associados a ele: “Se nem em setores neopentecostais Agenor Duque é suportado (seria o Rei das Heresias?), muito menos em setores pentecostais e tradicionais. Assim, estampar o nome de Agenor Duque na frente da tal Expo Cristã seria dar um tiro de canhão no pé, pois poucos, muito poucos decidiriam ligar suas denominações a esse autointitulado apóstolo”, comentou.

Vera Siqueira é integrante do Movimento pela Ética Evangélica Brasileira (MEEB) e prometeu realizar um protesto durante a Expocristã: “Assim como ressuscitaram a ExpoMamom, se Deus permitir também ressuscitaremos nossa manifestação pacífica nessa feira de negócios para benefício de uns poucos e em nome do Santo, Santo, Santo. Vestiremos camisetas com versículos bíblicos, clamando pela volta ao Evangelho puro e simples de Jesus, o Cristo”, garantiu.

Fonte: Gospel +

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...