quarta-feira, 5 de julho de 2017

Henrique Meirelles se aproxima da Assembleia de Deus pensando nas eleições de 2018


Imagem redimensionada
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, esteve na posse de Wellington Junior ao cargo de presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), evento que aconteceu em São Paulo na última segunda-feira (3), reuniu mais de 4.000 pastores e não estava na agenda oficial do ministro da Fazenda.

A aproximação de Meirelles e da igreja está sendo monitorada por dirigentes partidários. Eles desconfiam que o movimento pode estar relacionado a uma eventual pretensão do ministro de ser candidato à Presidência em 2018. A igreja tem mais de 20 milhões de seguidores.

Meirelles participou também, sempre em caráter pessoal, da festa de 106 anos da Assembleia de Deus, no Pará, em junho. E foi ao aniversário de 85 anos de Manoel Ferreira, bispo primaz mundial das Assembleias de Deus, em Brasília.

A aproximação "tem sido iniciativa até pessoal dele", diz o pastor Lelis Washington Marinhos, um dos líderes da igreja. Sobre eventual candidatura, ele diz: "O ministro não está envolvido em nada, tem respaldo de empresários e até internacional. A economia cresce". Mas uma candidatura não tem sido discutida, diz.

Outro estímulo para a aproximação: ao contrário da Igreja Católica, a Assembleia de Deus não faz oposição às reformas do governo.


Fonte: Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...