sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Pastor evangélico consegue escapar dos Radicais Islâmicos na Nigéria

    
Pastor evangélico consegue escapar dos Radicais Islâmicos na Nigéria
O grupo radical islâmico Boko Haram perdeu para oração da igreja reunida, quando o pastor Rotimi Obajimi após 10 meses refém do grupo conseguiu escapar e retornar à igreja que orava. O pastor diz que após um forte chuva, encheu os esconderijos subterrâneos e os insurgentes os deixaram e foi assim que conseguiu fugir.
Rotimi Obajimo, pastor da Igreja Cristã Resgatados por Deus, foi sequestrado em  6 de janeiro de 2014, quando se deslocava para a cidade Maiduguri no estado de Borno na Nigéria, onde fica a sede da denominação a qual pastoreia. Obajimi desenvolve seu ministério pastoral em uma área rural e ganhou sua liberdade na terça-feira do dia 07 de outubro.
O pastor da Igreja Cristã Resgatados por Deus, disse ao SaharaReporters que ficaram todos surpresos ao ver o pastor Obajimi surgir do nada. E relatou que a congregação ficou maravilhada ao ver o pastor, pois, disse ele: “nós temos orado fervorosamente por muito tempo, confiando que o Senhor Jesus o faria certamente voltar, e foi o que realmente aconteceu, ele foi trazido para a nossa sede em Maiduguri pelos militares”.
Já no convívio com os irmãos, o pastor Rotimi Obajimo testemunhou que foi levado par a Floresta de Sambisa, onde foi amarrado por meses, indo mais tarde transferido para um local desconhecido e, posteriormente trazido de volta à floresta. O pastor relatou que a sua fuga só foi possível graças uma forte chuva que caiu no local onde estavam e inundou os esconderijos subterrâneos.
Devido a forte chuva, os homens armados deixaram ele e os outros, de modo que conseguiu escapar neste momento de distração proporcionada por Deus, e acrescentou que durante a sua fuga ficou vários dias vagando pela floresta, até que chegou a uma aldeia onde estava militares nigerianos, os quais o interrogou e depois foi levado para Mandaguri.
O grupo radical islâmico Boko Haram já matou pelo menos 5 mil nigerianos nos últimos 5 anos, a sua brutalidade levou a 650 mil pessoas a se refugiarem de suas aldeias. Semelhantes ao grupo ISIS (Estado Islâmico), eles buscam estabelecer um califado sob a lei sharia. Decapitação de cristãos e pessoas contrárias aos seu radicalismo religioso é uma das atrocidades que assemelha os dois grupos na questão violência.

Nenhum comentário:

Mais de 1.300 crianças foram vítimas de abusos sexuais na Austrália

Pedofilia A Comissão Real para Respostas Institucionais ao Abuso Sexual Infantil, na Austrália, lançou, esta quinta-feira, um relatório ...