“Jesus é meu Senhor não importa o que aconteça”, afirma Belfort após derrota


Logo depois de derrotar o brasileiro Vitor Belfort, o campeão dos médios (até 84 kg), Chris Weidman deu entrevista ao canal oficial do UFC. Cercado de expectativa, o combate foi resolvido com pouco mais de dois minutos, ainda no primeiro round.
Embora Belfort seja conhecido por sempre falar sobre sua fé cristã, surpreendeu a muitos o fato de Weidman declarar diante das câmeras “Eu quero agradecer a Jesus, eu já passei por vários momentos difíceis e ele sempre me ajudou até aqui.  Também agradeceu a Deus, dizendo “Ele é a razão de eu estar aqui”. Por fim, pediu que o público pare de duvidar dele como lutador. Essa é a sexta vitória do americano sobre brasileiros, incluindo Anderson Silva por duas vezes.
A trajetória de Chris Weidman, 30 anos, já soma 13 vitórias e nenhuma derrota. Após o UFC 187, disputado em Las Vegas, ele permanece com o cinturão. Antes da luta, o clima entre os dois lutadores não estava bom. Durante a pesagem, precisaram ser apartados por Dana White, presidente do UFC.
Depois da luta, Belfort, 38 anos, que buscava seu terceiro título, resumiu-se a dizer: “Ele é um grande atleta e eu sabia que ele iria querer lutar no chão. Tentei evitar, mas foi uma noite melhor para ele. Ele sabe lutar no solo. Tentei trabalhar posições e dar bons golpes, mas ele foi superior”. Finalizou: “As coisas funcionam assim. Sem desculpas. Quero agradecer a Deus, Jesus é meu Senhor não importa o que aconteça. Quero agradecer também minha esposa, filhos e todos os brasileiros e americanos presentes aqui”.
Embora controversa, a fala dos lutadores revela algo comum entre lutadores de MMA. Um dos esportes que mais cresce em popularidade no mundo, também cresce o número de atletas que professam sua fé em Jesus.
Vitor Belfort, por exemplo, tem como parte de sua equipe o missionário americano radicado no Brasil Mark Shubert. Ele acompanha o lutador há cerca de dez anos.
Às vezes, os lutadores são confrontados por causa de situações pessoais que contrastam com a fé que professam.  Polêmico, o ex-campeão dos médio-pesados, Jon “Bones” Jones, sempre usou versículos bíblicos e agradeceu a Deus pelas suas vitórias.  Este ano, ele foi pego em um exame antidoping por suspeita de uso de cocaína. Ele se internou em uma clínica de reabilitação. Na época, o lutador Michael “Mayday” McDonald, usou as redes sociais para pedir que as pessoas não julgassem Jones e que ele era temente a Deus, mas tinha cometido um erro grave.

GP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ILLUMINATIS , QUEM SERIA O LIDER DELES NO BRASIL ?

ENTENDA MAIS SOBRE LO-DEBAR “Lo-Debar, nunca mais” (II Samuel 9: 1-13) nos links

COMO FAZER UM ESBOÇO PARA PREGAÇÃO - Aprendendo a fazer um esboço de pregação.