segunda-feira, 15 de junho de 2015

Jean Wyllys e seu grupo festejam . BÍBLIA GAY VEM AI

 “No Congresso Nacional tem mais de 800 projetos para detonar os conceitos cristãos”, alertou.
“Sabe qual é o jogo? O jogo é esse: se destrói os valores morais da sociedade, destrói tudo”, continua. “Destrói a família, destrói casamento, destrói autoridade, destrói valores morais para construir um novo paradigma sustentado na libertinagem, na safadeza, no aborto, nas drogas…”
( SILAS MALAFAIA ) 


ESSA NOTÍCIA É TÃO REAL  QUE NESSES DIAS OS GAYS METIDOS A EVANGÉLICOS LANÇARAM A BÍBLIA GAY , ONDE JÁ NÃO CONSTA MAIS ESCRITO A PALAVRA HOMOSSEXUAL . O FINAL ESTA CHEGANDO .



A homossexualidade continua a ser uma questão amplamente debatida e a Bíblia tradicionalmente é vista como um documento que condena a relação sexual de pessoas do mesmo sexo. Por isso, alguns editores anônimos afirmam que chegou a hora de reinterpretar as Escrituras para criar uma tradução favorável a gays e lésbicas.
Ela é chamada de “Bíblia Rainha James”, pois segundo o grupo responsável pela sua edição, o Rei James da Inglaterra, que autorizou a primeira tradução para o inglês mais de 400 anos atrás, seria gay. “A Bíblia Rainha James resolve quaisquer interpretações homofóbicas da Bíblia, mesmo assim sabemos que a Bíblia ainda está cheia de contradições”, diz o website que promove a publicação. “Não há Bíblia perfeita. Esta também não é. Nós queríamos fazer um livro cheio da palavra de Deus, que ninguém poderia usar para condenar incorretamente os filhos de Deus que nasceram LGBT, e conseguimos. ”

 
Os editores fazem várias ponderações sobre as dificuldades de tradução de termos como “sodomita” e “abominação”. Afirmam ainda que a palavra “homossexual” não foi colocada no livro sagrado até 1946 e que esse termo não existe em nenhum verso dos manuscritos originais. Essa nova versão é supostamente “mais pura”.

 
Levando em conta os versículos mais citados em argumentações teológicas contra a homossexualidade e a atração pelo mesmo sexo, os editores dizem terem refeito o texto “de uma maneira que faz com que seja impossível haver interpretações homofóbicas.”

 
Para eles, essa Bíblia visa corrigir “algumas passagens que geram discriminação contra os membros da comunidade LGBT” e “ser uma referência para as pessoas da comunidade gay que são crentes, e agora têm uma Bíblia que se adapta à sua forma pensar e não discrimina segundo a orientação sexual”.

 
Os exemplares da primeira edição estão à venda no site Amazon.com e custam cerca de 70 reais.


ELES QUEREM TORNAR ESSA PRÁTICA CONDENADA PELA PALAVRA DE DEUS  ALGO NORMAL  .

Para os Evangélicos que insistem em ficar em cima do muro,que acham que não se deve envolver em polêmicas,que o mais importante é a paz,fiquem sabendo que a situação cada vez mais irá piorar,em parte devido à falta de ação dos próprios evangélicos,os quais são proibidos de utilizarem violência física,porém são intimados por Deus a utilizarem de toda a violência verbal para defender as verdades eternas do Todo-Poderoso,ainda que com sacrifício de sua liberdade ou até mesmo de sua própria vida,como o fizeram os Apóstolos e até mesmo O Cristo.

Saibam os evangélicos que os Gays estão articulando diversas ações,a fim de combaterem o que denominam Homofobia,entre as quais um ataque voraz à Palavra de Deus,pois estão trabalhando para retirarem da Bíblia Sagrada diversos textos que consideram homofóbicos,aqueles versículos que,segundo eles,discriminam os Gays e "incitam a violência",entre os quais:

A  DIVERSOS PROJETOS CONTRA OS CRISTÃOS , PARA NOS CALAREM , E ALGUNS DESSES PROJETOS DIZ RESPEITO A PALAVRA DE DEUS .

QUEREM MUDAR TOTALMENTE TEXTOS COMO OS ABAIXO;

Levítico 18:22 "Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é"

Levítico 20:13 "Quando também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles."

Deuteronômio 23:17 "Não haverá prostituta dentre as filhas de Israel; nem haverá sodomita dentre os filhos de Israel."

I Coríntios 6:10 "Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus"

CERTO GRUPO JÁ LANÇARAM A  POUCOS DIAS UMA BÍBLIA QUE EM SEU CONTEÚDO  JÁ NÃO CONSTA MAIS A EXPRESSÃO HOMOSSEXUAL .

Agora pasmem:Alguns pastores,mais interessados em arrecadar dízimos e vender livros, estão dispostos a dialogar sobre o assunto!

Os evangélicos devem se lembrar das exortações dos Profetas:" Clama a plenos pulmões" e "tocai a trombeta em Sião e clamai em alta voz no monte da minha santidade,perturbem-se TODOS os moradores da Terra,porque o Dia do Senhor vem,ele está próximo"

QUEM LÊ,ENTENDA!

 O deputado federal Jean Wyllys, do PSOL, já chamou a bíblia e os cristãos de tantos pronomes que nem é bom lembrar.

Ao se manifestar, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) abre seu discurso falando que existe um “fundamentalismo religioso de direita que está crescendo” e que antes era pouco notável, e agora “ele está aí, com toda força, toda grana, uma grana que não é tributada”. Ele acusa as igrejas evangélicas de não prestar contas para a sociedade sobre o uso do dinheiro.
Ao falar sobre a Bíblia, ele ressalta que nenhum texto bíblico deve ser levado ao pé da letra, “mas deve ser interpretado como um mito”, destacou o deputado Jean Wyllys. “Como textos alegóricos, e não textos que dão conta de uma verdade”.
O parlamentar debateu ainda sobre sua posição contrária à criação conforme a Bíblia. “Porque se Deus criou Adão e Eva, isso mais ou menos pelos cálculos, seria há seis mil anos atrás, isso é incoerente”. Ele acrescenta fatos históricos, que segundo ele, refutam as verdades bíblicas.
Não é a primeira vez no Brasil que trechos da Bíblia causam polêmica no mundo do homossexualismo.
Em 2011 a justiça determinou a retirada de outdoors de Ribeirão Preto com passagens bíblicas por considerá-los ofensivos aos gays.
Na sua coluna no portal IG,  ele negou atacar cristãos e chamou os líderes cristãos de mentirosos. “Não me espanta que criminosos (difamação é crime), disfarçados de “homens de Deus”, criem essas mentiras”, escreveu. Ele também tem feito diversas declarações polêmicas em suas redes sociais.
A polêmica sobre o lançamento da Bíblia comentada “Graça sobre Graça” continua. Após a grande repercussão da notícia que a Sociedade Bíblica Brasileira (SBB) cedeu o texto da Versão Almeida Revista e Corrigida (ARC) para a publicação do que é chamado de “Bíblia gay” a SBB publicou uma nota negando ter dado autorização.
O portal Gospel Prime entrou em contato com o pastor Marvel Souza, da Igreja Comunidade Cidade de Refúgio (DF), responsável pelas notas e comentários da “Graça sobre Graça”.
Num primeiro momento ele esclarece que o objetivo da nova Bíblia é alcançar as minorias. O vídeo de promoção do material cita especificamente portadores de necessidades especiais, homossexuais, negros e mulheres.
Marvel explica que ficou dois anos pleiteando a autorização junto à SBB. Recebeu a Cessão de Direito para a Utilização em maio de 2014. Contudo, mesmo com contrato assinado a Sociedade Bíblica voltou atrás após a divulgação da imprensa. O pastor diz que houve consenso entre ele e a SBB após “os levantes por parte de grupos religiosos tradicionais que pressionaram a Instituição a desfazer o contrato!”.
Isso pode atrasar, mas não impedirá o pastor de publicar a Graça sobre Graça. Ele não explica que versão usará, mas garante que hoje trabalha “fazendo paráfrases, traduções, citações e comparações textuais”. Adiada para o final do ano, a Bíblia será lançada sem que ele altere versículos.
Sua abordagem, esclarece, é tornar “claros para a compreensão dos leitores, além de tecer comentários que tornarão os textos mais ricos em termos acadêmicos”.
Questionado sobre sua motivação para o projeto, assevera que era um desejo de “fomentar assuntos relevantes para igreja cristã da atualidade frente à intolerância religiosa, racial, de gênero, de orientação sexual, de condição física, etc”.
Seu projeto não é uma versão brasileira de outras bíblias chamadas de inclusivas. Ele garante que seu trabalho é “inédito no Brasil e no mundo”.
Na preparação do material, ele conta que está sendo assessorado por empresas nacionais e internacionais que o ajudarão na divulgação do projeto no Brasil e em países de língua portuguesa.
Para Marvel é preciso que a Igreja entenda melhor que “a graça divina é simplesmente inclusiva”.
Segundo o site da igreja, a Cidade de Refúgio, fundada originalmente pela missionária e cantora Lana Holder, possui cinco templos no país. Na página existe um vídeo gravada por Lana onde a “teologia inclusiva” é explicada, ressaltando que ela não se resume aos gays. Para eles, Deus cria as pessoas homossexuais e eles não precisam nem de cura nem de libertação.

jean-wyllys001O deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ) publicou uma série de tweets em sua página no microblog com críticas à postura adotada pelo pastor Marco Feliciano (PSC-SP) em relação às manifestações com vilipêndio aos símbolos cristãos na Parada Gay do último domingo, 07 de junho.
Wyllys afirmou que a iniciativa de Feliciano, de mostrar as fotos de agressões feitas a símbolos cristãos é “o cúmulo da canalhice e da sordidez”, porque o pastor teria usado imagens de outros protestos e atribuído aos ativistas gays.
O deputado que explora comercialmente a fé de seu rebanho com falsos milagres; insulta as religiões de matriz africana e a fé católica […] decidiu mostrar falsas fotos da Parada LGBT-SP a outros deputados conservadores e fundamentalistas religiosos em plenário, como se não bastasse para tal deputado usar suas redes sociais digitais para divulgar falsas fotos da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. As falsas fotos são aquelas que, na verdade, foram tiradas em 2013 durante uma performance de anarco-punks na Marcha das Vadias do Rio. Ciente de que a performance artística da transexual crucificada não justifica a celeuma oportunista que ele e seus pares levantaram, o pastor-deputado et caterva decidiram recorrer à mentira e à fraude contra a Parada LGBT, como fizeram na época do Escola sem Homofobia”, escreveu Wyllys.
O termo “et caterva” é uma expressão em latim para se referir pejorativamente a um grupo de pessoas mal-intencionadas, e no contexto usado por Wyllys, Feliciano e seu bando de vilões teriam resolvido mentir, segundo o deputado.
Na sequência de seus tweets, Wyllys afirma que o pastor é incoerente e diz que a “putaria” da Parada Gay é mais decente do que a “enganação” promovida nos cultos evangélicos.
“Quando o confrontei pessoalmente há pouco, o pastor-deputado recuou, dizendo que ‘queria saber se aquelas fotos eram mesmo verdadeiras’. Sacando seu celular, mostrou-me fotos de excessos sexuais ao longo da Parada (fotos enviadas, segundo ele, por um tal de Felipe Campos). Lhe perguntei o que isso tem a ver com ‘ofensa à religião’, e lhe lembrei que o Carnaval está repleto de excessos praticados por héteros. Na Caldas Country, casais heteros transam em cima dos carros – e esses excessos nunca levaram os deputados como ele a fazerem celeuma. A resposta do deputado que pede cartão-de-crédito (com senha!) aos meus questionamentos foi reafirmar que a Parada LGBT é uma ‘putaria’. E eu lhe respondi, de volta, que qualquer ‘putaria’ era mais decente que a enganação promovida por ele em sua igreja. Respondi que qualquer ‘putaria’ era mais decente que o ódio contra LGBT por eles estimulado e o recurso à mentira para manipular pessoas”, escreveu Wyllys.
twitter jean wyllys 4
twitter jean wyllys 3
twitter jean wyllys 2
twitter jean wyllys

VIA GRITOS DE ALERTA

4 comentários:

Anônimo disse...

Consultem as fontes antes de postar algo, essa noticia é falsa, o site do Joselito Müller é fictício, todas as noticias publicadas lá não passam de brincadeiras.

Renato Rocha disse...

Apocalipse 22:

"18.
Eu declaro a todos aqueles que ouvirem as palavras da profecia deste livro: se alguém lhes ajuntar alguma coisa, Deus ajuntará sobre ele as pragas descritas neste livro;

19.
e se alguém dele tirar qualquer coisa, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, descritas neste livro."

Precisa falar mais alguma coisa?

Apostolo Roberto Torrecilhas Geração Graça e Paz disse...

ESSA MATÉRIA DEMONSTRA QUE ESTAMOS NO CAMINHO CERTO . QUANDO DENUNCIAMOS CERTAS MAZELAS QUE OS QUE SÃO CONTRA OS CRISTÃOS ESTÃO ARMANDO . ESSE DEPUTADO JÉ É BEM CONHECIDO EM NOSSO MEIO POR NOS ATACAR . A MATÉRIA ESTA BEM AJUSTADA AS REALIDADES .

Anônimo disse...

Seria legal se vcs primeiro dessem uma olhada se a materia é falsa ou nao, e quando identificarem que ela é falsa, colocar um aviso antes.

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...