sábado, 5 de setembro de 2015

LOBOS CRUÉIS - Centenas de pastores no vazamento de site de infidelidade

Centenas de pastores no vazamento de site de infidelidade
Contudo, desde o vazamento dos dados de pessoas registradas no site de infidelidade Ashley Madison, surgiu um grande problema entre igrejas norte-americanas. São centenas de pastores cujos nomes aparecem listados, incluindo R. C. Sproul Jr, de acordo com Christianity Today.Robert Charles (R. C.) Sproul foi um importante pastor e teólogo norte-americano. Fundador e presidente do Ligonier Ministries, seu filho R. C. Sproul Jr. herdou um grande ministério após a morte do pai.
Com resultado da divulgação, Sproul Jr. foi afastado das suas funções no Ligonier Ministries. Logo em seguida, também perdeu o cargo no Reformed Bible College, onde lecionava cadeiras de teologia e filosofia.
O teólogo confessou ter visitado o site que reúne pessoas interessadas em cometer adultérios. Viúvo desde 2011, ele tem oito filhos e um neto. Justificou-se em nota em seu site: “Em agosto de 2014, num momento de fraqueza, dor, e movido por uma curiosidade doentia, visitei o Ashley Madison. Meu objetivo não era reunir material para fazer um comentário crítico a respeito, mas acender as chamas da minha imaginação”. Ressaltou ainda que sempre foi fiel à sua mulher.
Ainda não foi anunciado que posição tomará a Covenant Presbyterian Church, onde é um dos pastores. Por causa de sua importância para a igreja americana, o caso de R.C. Sproul Jr., está recebendo destaque.
Ele veio a público pedir perdão e afirmou que aprendeu uma “lição sobre graça”. Disse ainda crer que Deus perdoou o seu pecado. Por fim, acredita que todo o imbróglio envolvendo o nome de tantos líderes pode ser uma “bênção disfarçada”.
O pastor Ed Stetzer, do ministério Lifeway, que escreve para várias revistas e trabalha com estatísticas, escreveu em seu blog que aproximadamente 400 pastores e líderes cristãos da América do Norte estão na lista vazada por hackers. Para ele, isso indica que as igrejas do Canadá e dos Estados Unidos deveriam fazer uma profunda reflexão.
Afirmou que muitos pastores estão pedindo demissão de suas igrejas, após os nomes serem divulgados. Contudo, há muitos pastores, diáconos, presbíteros e evangelistas que não estão sendo acompanhados por suas igrejas. Em alguns casos, apenas pediram perdão às congregações.
Stetzer fez um apelo para que as igrejas não deixem o assunto ser ignorado. Afirmou que a infidelidade de um líder afeta todo o rebanho. Pediu ainda que haja arrependimento público.
Estimulou os culpados a pedirem perdão e os fiéis a perdoarem. Mas deixou bem claro que todos precisam ser tratados, especialmente as esposas dos homens cujos nomes foram revelados.

GP   GRITOS DE  ALERTA

Nenhum comentário:

Com ataque à Globo, Domingo Espetacular debate a arte com apologia à pedofilia

Programa Domingo Espetacular, na Record TV O debate sobre as exposições de arte com apologia à pedofilia e outros temas no Brasil marc...