quinta-feira, 25 de maio de 2017

Ataque contra cristãos acontece a cada 40 horas na Índia, diz pesquisa



Os ataques de violência contra os cristãos na Índia estão aumentando, de acordo com um novo relatório. O documento publicado pela All India Christian Council, uma aliança nacional de denominações cristãs, agências missionárias, instituições federações e líderes cristãos, diz que há um ataque anticristão a cada 40 horas. As investidas são apoiadas pelo partido nacionalista hindu, que governa e tenta criar uma "nação hindu" no país.

Em 2016, os ataques contra os cristãos subiram cerca de 20%, enquanto a violência física aumentou cerca de 40%. "Os ataques se tornaram graves e mais frequentes. Os incidentes costumavam estar confinados em alguns estados, e agora a violência se espalhou para 23 estados", diz o relatório.

Os ataques são descritos como agressões físicas e torturas. Além disso, foram registrados vandalismo nas igrejas, queima de Bíblias, ameaças de morte e ainda forçam os cristãos a renunciar sua fé e se converter ao hinduísmo.

Liberdade religiosa?

No início deste mês, a Yuva Vahini, uma organização hindu, exigiu que a polícia parasse uma reunião de oração cristã em Uttar Pradesh. O grupo reclamou que o encontro de oração, que contava com mais de 150 participantes, visava a conversão de pessoas ao cristianismo.

Em fevereiro, um evangelista na Índia ficou em coma depois que ele foi agredido por nacionalistas hindus pelo fato de estar distribuindo publicamente cópias do Novo Testamento. O grupo ameaçou queimá-lo vivo, perguntando se Jesus o salvaria das chamas". Embora não houvesse evidência de violência física, o evangelista sofreu uma hemorragia cerebral e entrou em coma horas depois do incidente.

Os ataques aumentaram desde que o partido nacional hindu Bharatiya Janata ganhou a eleição nacional em 2014. O partido acredita na ideologia hindu, onde somentes eles podem dominar a Índia.

No início deste ano, a Yuva Vahini ainda atacou a Igreja Full Gospel em Gorakhpur, área em Uttar Pradesh, alegando conversões. O grupo foi formado por um líder, Yogi Adityanath, que assumiu o cargo de ministro-chefe do estado de Uttar Pradesh no mês passado após a vitória de seu partido nesse estado.


Fonte: Guia-me

Nenhum comentário: