terça-feira, 23 de setembro de 2014

Pescadores acham corpo de jovem desaparecido durante batismo no RS

O corpo do jovem de 15 anos que estava desaparecido desde a sexta-feira (19) nas águas do Rio Jacuí, em Restinga Seca, na Região Central do Rio Grande do Sul, foi encontrado no início da tarde desta terça-feira (23). Rafael Carvalho desapareceu quando participava de uma cerimônia de batizado da Igreja Evangélica Senhor Jesus Cristo, com sede em Agudo.
Corpo foi achado no Rio Jacuí no RS (Foto: Bruna Taschetto/RBS TV)Segundo os bombeiros que participam das buscas, o corpo foi encontrado por volta das 15h por pescadores que estavam no mesmo local onde o menino havia sumido. O corpo estava boiando nas águas. De acordo com a mãe do jovem, o menino não estava pronto para ser batizado. Ao lamentar a morte do filho, a mulher, no entanto, afirmou que a Igreja Evangélica Nosso Senhor Jesus Cristo insistiu que o adolescente participasse da cerimônia.
“Ele dizia que não estava pronto ainda, não era a vontade dele, mas... insistiu, e ele veio”, lamenta Zenilda Carvalho. Segundo testemunhas, o adolescente escapou das mãos de um dos religiosos durante o ritual e foi levado pela correnteza.
O missionário Clóvis Antônio Bastos, de 41 anos, prestou depoimento à polícia na manhã desta terça. Ele disse que fez o batismo com o consentimento de Rafael e que o local foi escolhido pela irmã do garoto, que também ia se batizar.
Na delegacia de Agudo, o pastor Alenir Werppe, responsável pela igreja também prestou depoimento. Ele afirmou que os batismos são autorizados por ele e que geralmente ocorrem na igreja ou em piscinas. Além disso, completou que a cerimônia em rios não é comum e que não sabia do batismo realizado na última sexta-feira.
Conforme o comandante dos bombeiros do município, tenente Jônatas Gabriel, o local onde ele desapareceu é de difícil acesso.
“Temos aqui muitas árvores submersas, e é uma região de bastante pedras também. Com certeza não é recomendado para nada, nem para prática de banho”, descreve o tenente.
O nível do Rio Jacuí estava alto quando um missionário da igreja evangélica Nosso Senhor Jesus Cristo começou o ritual de mergulhar um grupo de sete pessoas na água. Quando chegou a vez do menino, ele foi levado pela forte correnteza. Nos próximos dias, a polícia vai ouvir a mãe do garoto e testemunhas que participaram do batismo.

G1

Nenhum comentário:

Com ataque à Globo, Domingo Espetacular debate a arte com apologia à pedofilia

Programa Domingo Espetacular, na Record TV O debate sobre as exposições de arte com apologia à pedofilia e outros temas no Brasil marc...