segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

CARTA DO BISPO DON RICARDO LORITE DE LIMA

Sou protestante de nascimento, sou bispo anglicano, rosa cruz e maçom! Tenho orgulho de ser maçom e não há nada de incompatível entre ser cristão e maçom! Combatemos todo tipo de fanatismo, arrogância e sempre realizamos o nosso trabalho de construtores sociais sob as benção de Deus.
Infelizmente no nosso país a memória do povo é muito curta. O Protestantismo neste país só teve êxito pelo apoio da Maçonaria, que prega a Liberdade, Igualdade e Fraternidade, contra a perseguição da Igreja Romana da época! Quando os primeiros protestantes começaram a chegar ao Brasil os maçons os acolheram oferecendo suas casas, salões e até templos maçônicos para seus cultos. O Protestantismo e a Maçonaria especulativa, movimentos com grande influência do Iluminismo, nunca foram incompatíveis. O Rev. James Anderson autor da “Constituição de Anderson” era clérigo da Igreja Presbiteriana e o Rev. Jean Teophile Desaguliers, patrono da Maçonaria Especulativa, era clérigo da Igreja Anglicana. Ambos, Anderson e Desaguliers foram clérigos e maçons atuantes. Os Reverendos John e Charles Wesley, fundadores do Movimento Metodista, eram clérigos da Igreja Anglicana e Maçons atuantes, tanto que Charles, autor de muitos dos hinos que cantamos era o Organista (Rito de York) ou Mestre de Harmonia (REAA) da loja onde era obreiro! Os estadunidenses que se estabeleceram em Santa Bárbara do Oeste, no estado São Paulo, fundaram em 10/09/1871 a primeira Igreja Batista do Brasil, fundaram também em 1874 a Loja Maçônica George Washington, onde se encontravam cerca de oito batistas sendo que pelo menos cinco deles foram também fundadores da Primeira Igreja, entre eles estava o Pr. Robert Porter Thomas. O próprio presidente americano George Washington era anglicano e maçom! Os primeiros episcopais (anglicanos) a se estabelecer no Brasil, na cidade que chegavam fundavam uma Igreja Anglicana e uma Loja Maçônica. Infelizmente os evangélicos brasileiros compraram uma briga da Igreja Romana, que não aceita que seus membros sejam maçons, por questões históricas e meramente políticas, nada de espiritual! Se você é protestante, evangélico ou pentecostal e tem liberdade de culto, e opinião, de adorar da sua forma, é porque no passado homens livre e de bons costumes lutaram para isso. Conheço histórias maravilhosas de atuação da Maçonaria a favor do povo protestante e evangélico. Em Ribeirão Preto, onde eu moro, quando a Igreja Metodista chegou tiveram que tentar alugar um imóvel 18 vezes em um ano, e quando parecia que conseguiam o padre ameaçava de excomungar o dono do imóvel, que desistia, até que um maçom, que não se intimidava com a excomunhão, pois já era mesmo, alugou um prédio e acabou o problema! Em Nova Lima, onde há uma Igreja Anglicana centenária o padre católico local, da época, proibiu que um dos membros fosse velado no espaço comunitário, pois era de responsabilidade da Igreja Romana, quando os maçons ficaram sabendo disso intervieram e depois disso o espaço passou a ser administrado pela Maçonaria. Antes de falarmos ou escrevermos algo devemos conhecer melhor o assunto! A intolerância de evangélicos na atualidade, ignorantes de nossa história, é que é incompatível com as palavras e ensinamento do Mestre Jesus, um questionador inquieto do sistema político e religioso de sua época, assim podemos dizer que era Jesus um homem livre e de bons costumes, um construtor social e filho da viúva!





COMENTE POR FAVOR .

Um comentário:

Marcos Valerio Gibson disse...

Jo 3:30 É necessário que ele cresça e que eu diminua.
Jo 3:31 Aquele que vem de cima é sobre todos; aquele que vem da terra é da terra e fala da terra. Aquele que vem do céu é sobre todos.(ACF2007)
Então devemos dar graças, em tudo, a quem ou no que...?

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...