quinta-feira, 19 de março de 2015

Cristã de 71 anos é atacada por homens na Índia


Cristã de 71 anos é atacada por homens na Índia
O crime ocorreu no último sábado (14), quando um grupo de assaltantes armados invadiu o lugar onde a cristã idosa estava e a agrediu. Pelas imagens das câmeras de segurança foi possível capturar alguns dos criminosos; oito homens foram interrogados pela polícia após o incidente.
Além dos homens que foram interrogados pela polícia, há membros do grupo que ainda precisam ser encontrados.
Por conta da agressão sexual que sofreu, a cristã ainda está em estado crítico no hospital. Igrejas em toda Índia têm realizado reuniões de oração pela recuperação física e emocional de nossa irmã.
Fontes afirmam que os homens destruíram símbolos religiosos antes de fugir. Uma estação de rádio cristã britânica, Premier, informou que a escritora indiana feminista Urvashu Butalia acredita que a provável motivação do grupo em atacar o local onde a cristã estava foi a sua ligação com o cristianismo.
Urvashu: "O estupro é possivelmente um ataque contra as minorias religiosas – nesse caso em específico, os cristãos – e, para mim, isso é realmente perturbador, como a violência sexual tem sido usada para atingir as minorias. Tem acontecido o ressurgimento de pequenos grupos hindus fundamentalistas que sentem que o hinduísmo está, de alguma maneira, sob ameaça. Por que, além disso, qual seria a motivação para profanar a igreja e quebrar artigos religiosos atirando-os ao chão?"
O presidente do Fórum Estadual de Grupos Cristãos disse que a cristã apelou anteriormente à polícia por apoio na segurança do local, uma vez que ela havia recebido ameaças.
A Índia tem sido muito criticada por sua falta de ação sobre a violência sexual. Em dezembro de 2012, uma mulher de 23 anos foi morta durante um estupro coletivo a bordo de um ônibus em Nova Deli. Na semana passada, um documentário sobre a morte dela, "Filha da Índia", foi exibido na BBC no Reino Unido, mas foi proibido de ser mostrado na Índia.

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...