terça-feira, 21 de abril de 2015

SINAIS - Tornado deixa mortos em Santa Catarina

Xanxerê-ScUm tornado assustador devastou a pequena Xanxerê, localizada no Oeste de Santa Catarina, na tarde dessa segunda 14:50 e  causou enormes prejuízos. O fenômeno destrutivo não só surpreendeu aos moradores, como também a meteorologia local. O tornado atingiu, provavelmente, a Escala F2 que contabiliza ventos em velocidades que variam de 181 à  252 km/h.
Xanxerê-SC_20-04-15_Flávio_Carvalho_2Xanxerê-SC_20-04-15_Flávio_Carvalho_1De acordo com a Defesa Civil de Xanxerê, entre 70 e 100 pessoas ficaram feridas pelos estilhaços e os desabamentos e duas mortes foram relatadas. Em pelo menos sete bairros da cidade, mais de 500 construções foram danificadas entre residências, estabelecimentos comerciais e prédios públicos. Alguns veículos de comunicação local divulgaram erroneamente o fenômeno como uma rajada de vento, já que os radares meteorológicos não captaram o tornado, a não ser nuvens altas com uma grande taxa de refletividade, o que indicaria a presença de grandes centros convectivos.
Xanxerê-SC_20-04-15_Flávio_Carvalho_6
O tornado foi previamente classificado na Escala F2, mas, o que é a escala de um tornado?
5963_foto[1]Escala Fujita mede a intensidade dos tornados, batizada com este nome em homenagem ao cientista de tornados, Dr. Ted Fujita da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos. Os tornados são medidos pela quantia de estrago que eles causam e não pelo seu tamanho físico. Também é importante lembrar-se de que o tamanho de um tornado não é necessariamente uma indicação de sua ferocidade. Tornados grandes podem ser fracos e tornados pequenos podem ser violentos.  Abaixo, um gráfico mostrando as diferenças de escalas e os danos provocados:
Maiores Informações: De olho no tempo meteorologia


Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...