terça-feira, 11 de agosto de 2015

Frequentar a igreja diminui risco de depressão


Uma pesquisa britânica e holandesa – feita pelo Centro Médico da Universidade Erasmus, da Holanda, e a Escola de Economia e Ciência Política de Londres – divulgada recentemente pela revista cientifica American Journal of Epidemiology revelou que pessoas que se juntam a uma organização religiosa têm uma saúde mental melhor do que aqueles que se juntam a um grupo comunitário ou partido político.
 
Durante quatro anos, mais de nove mil pessoas em diversos países da Europa foram monitoradas. Os pesquisadores buscaram comparar diferentes tipos de atividades sociais, e como elas influenciam na vida de cada individuo.
 
Eles chegaram à conclusão de que pertencer a uma igreja, ir aos cultos regularmente é mais benéfico do que participar de atividades esportivas, educacionais e até mesmo de obras de caridade.
 
O especialista em saúde mental Dr. Mauricio Avendano, que coordenou parte do estudo, enfatizou que essa é a melhor forma para combater a depressão, principalmente na terceira idade. Ele afirma também que os grupos políticos e comunitários também mostram um melhora, porém não tão eficaz, como é o caso das instituições religiosas, que desempenham um papel muito importante em relação ao bem estar espiritual.
 
A pesquisa não conseguiu mostrar com precisão se o que ajuda é a fé em si mesmo ou na religião.
 
Outros estudos mostram que pessoas com predisposição genética à depressão têm 90% menos de chance de desenvolver a doença, se estiverem frequentando uma instituição religiosa.
 
 
Fabiola Paz – Redação iGospel
Com informações de  Daily Mail e revista científica American Journal of Epidemiology

Nenhum comentário: