domingo, 3 de abril de 2016

Protestos políticos na Etiópia criam oportunidade de violência contra os cristãos


Os cristãos da região fronteiriça do estado de Oromia, no sul da Etiópia, estão passando por momentos complicados e necessitam das nossas orações. Em fevereiro, seis igrejas foram destruídas em dois ataques separados. Desde o início desse ano, a Etiópia tem vivido conflitos étnico-políticos em diversas aldeias, além dos protestos contra o governo do país, com a participação de cerca de 40% da população. “O problema começou quando seis pessoas, entre elas policiais, foram mortos em meio aos tumultos, na cidade de Aje. Depois disso, o exército matou mais três manifestantes e a violência começou a se espalhar para as comunidades vizinhas de Senbete-Senkele. Igrejas começaram a ser atacadas e os cristãos tiveram que fugir para buscar refúgio em aldeias vizinhas”, conta um dos analistas de perseguição.
Mas como foi que os protestos políticos se transformaram em ataques religiosos? Uma fonte local que pediu para não ser identificada, por motivos de segurança, disse: “Os motins criaram uma oportunidade para os extremistas, assim eles expressaram seu ódio contra os cristãos, ateando fogo em algumas igrejas. Essa não é a primeira vez que igrejas são atacadas por aqui. Em 2009 e 2010, houve uma sequência de incidentes contra cristãos, ocasião em que duas igrejas também foram queimadas”, disse a fonte.
Ocupando o 18º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa deste ano, a Etiópia tem enfrentado outros problemas além da fome. O país é considerado pelos cientistas como um dos sítios mais antigos de existência humana do mundo e apresenta uma estatística que não agrada muito o atual governo: dois terços da população etíope são de cristãos. Aliás, a Etiópia foi uma das primeiras nações cristãs do mundo, a partir do quarto século, quando a religião chegou através de mercadores egípcios, de acordo com um manual de missões global, conhecido como Operação Mundo. Hoje, porém, com o avanço da chegada dos muçulmanos pelo mar Vermelho e a conquista da Síria e do Egito, em meados do século 7, o país viveu um período de isolamento, o que fez com que o islamismo ganhasse força em terras etíopes. Mas mesmo com a perseguição, o número de convertidos continua crescendo. Ore por essa nação.

Nenhum comentário:

Caio Fábio pode ser chamado para depor sobre Lula, na operação Lava Jato

Caio Fábio Nesta sexta-feira (8), o site O Antagonista informou que integrantes do Ministério Público Federal (MPF) poderão chamar o pas...