sexta-feira, 6 de maio de 2016

Centenas de cristãos estão presos na Eritreia

A fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) divulgou que há mais de 300 cristãos presos na Eritreia, país africano conhecido pela perseguição religiosa.
Os dados da AIS é que o regime da Eritreia tem mantido “centenas de cristãos nas prisões”, um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) publicado em junho do ano passado já apontava que o país africano é um Estado autoritário.
“Os cristãos são uma das comunidades religiosas mais perseguidas, havendo relatos continuados que apontam para a existência da prática de tortura nas prisões eritreias”, informa a AIS.
A ONG ligada à Igreja Católica reclama das informações “escassas” dadas pelo governo. Enquanto isso, a página “Sactism” criada no Facebook tem divulgado uma série de denúncias contra o governo da Eritreia.
O jornal britânico “The Guardian” afirma que a página foi criada por um antigo funcionário do governo que fugiu com “uma série de documentos” para expor os crimes cometidos no país.
Até a Anistia Internacional já se pronunciou sobre a Eritreia, dizendo que há mais de 10 mil presos políticos em prisões secretas criadas pelo presidente Isaias Afwerki.

Nenhum comentário: