terça-feira, 30 de agosto de 2016

Ataque contra cristãos deixa 65 mortos e 300 feridos no Paquistão

A Jamaat-ul-Ahrar, facção vinculada ao grupo radical islâmico Taleban, reivindicou o ataque, a pouca distância de uma área com balanços para crianças.
"O alvo foram os cristãos", disse o porta-voz Ehsanullah Ehsan. "[O premiê Sharif] não pode nos deter. Nossos homens-bombas manterão esses atentados", afirmou.
Militantes islâmicos no Paquistão atacaram cristãos e outras minorias religiosas de forma frequente na década passada.
Muitos cristãos, que correspondem a 2% da população, acusam o governo de ser rápido em enviar condolências, mas de adotar poucos passos concretos para melhorar a segurança.
Com 190 milhões de habitantes, o Paquistão é uma nação nuclear de maioria muçulmana, predominantemente sunita. O país é palco da insurgência do Taleban e da violência sectária.
TERROR
Testemunhas relatam ter visto pedaços de corpos espalhados pelo estacionamento depois de a poeira baixar após a ação suicida.
"As chamas da explosão eram tão altas que passaram da copa das árvores, e vi corpos voando no ar", disse o morador Hasan Imran, 30, que foi caminhar no parque.
Imagens de TV mostraram crianças e mulheres em poças de sangue do lado de fora do parque, chorando e gritando enquanto equipes de resgate, policiais e transeuntes carregavam feridos para ambulâncias e carros.
Centenas de cidadãos doaram sangue nos hospitais, que tiveram de manter vários corpos nas enfermarias após os necrotérios terem ficado lotados, informaram TV locais.
"Que Deus despeje sua ira sobre os agressores. Que tipo de gente ataca crianças em um parque?", disse chorando Nasreen Bibi, que esperava notícias sobre sua filha de 2 anos em um hospital.
Logo após o ataque, o governo de Punjab ordenou o fechamento de todos os parques públicos e decretou três dias de luto. As principais áreas de compras também foram fechadas, e as ruas mais importantes ficaram desertas.
REPERCUSSÃO
O Vaticano criticou a ação e disse que o papa Francisco rezava por todos os paquistaneses, incluindo a minoria cristã. "O horrível massacre de dezenas de inocentes projeta uma sombra de tristeza e dor na festa da Páscoa."
O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Ned Price, afirmou que os EUA "continuarão trabalhando com nossos parceiros no Paquistão e em toda a região para arrancar o flagelo do terrorismo".

Nenhum comentário:

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...