quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Assembleias de Deus não devem se posicionar nas eleições

Diversos pastores demonstraram o apoio ao tucano Aécio Neves, mas não houve tempo para um documento formal de apoio.

A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) provavelmente não irá se posicionar formalmente neste ano com relação às eleições, informou o pastor Lelis Washington Marinhos, da comissão política da CGADB.

Segundo Lelis, diversos pastores e a Igreja demonstraram em ocasiões variadas o apoio ao tucano Aécio Neves, mas não houve tempo hábil para a convenção se reunir e bater o martelo sobre um documento formal de apoio.

A CGADB tinha marcado uma reunião nessa segunda-feira, 20, com intenção de formalizar o apoio à candidatura do PSDB. Mas, segundo Lelis, a reunião acabou sendo cancelada porque o pastor José Wellington, presidente da CGADB, foi chamado para um compromisso no Pará e, sem ele, a reunião em São Paulo não faria sentido.

Não foi informado o compromisso de Wellington no Pará. "A gente vê essa situação com naturalidade, não há nenhuma crise. A Igreja tem sua posição, só não foi possível formalizar (a tempo do segundo turno)", afirmou o pastor Lelis.

Fonte: Yahoo

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...