sábado, 6 de dezembro de 2014

Para pastor, matar homossexuais é a solução para acabar com a Aids

ReproduçãoReprodução

Com um sermão que prega a morte de todos os gays e bissexuais, o pastor norte-americano Steven Anderson fez um dos discursos mais preconceituosos dos últimos tempos. Para ele, essa é a solução para acabar com a Aids na Terra.

"Sodomia é o nome que a Bíblia dá para essa categoria que abrange gays e bissexuais. Se um homem se deitar com outro, como se este fosse uma mulher, os dois estarão cometendo uma abominação: eles serão levados à morte e seu sangue cobrirá seus corpos", afirma ele em seu discurso.

Bizarro por seu teor preconceituoso, o sermão ainda foi feito em 1º de dezembro, Dia Mundial de Combate a Aids. Para Steven, "amar a Deus é odiar e condenar a homossexualidade". Ele ainda faz questão de afirmar que todos os gays são pedófilos.

Conhecido por seu discurso de ódio, Steven ficou famoso em 2009 ao afirmar que o odiava o presidente Barack Obama, então recém-eleito, por ele ser negro. À época, afirmou que rezaria pela morte e ida ao inferno do político. Para as mulheres que usam pílula anticoncepcional também há ódio direcionado: ele diz que todas essas "são prostitutas com o sangue verde".

Mais chocante que o discurso do pastor, apenas a reação dos fieis, que dão risada a cada frase de ódio destilada por ele. As autoridades não se pronunciaram sobre o caso.

FONTE .

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...