sábado, 17 de janeiro de 2015

Igrejas na capital da Índia sofrem quatro ataques em 45 dias


16_India_0040001748"Nós vemos um padrão claro nestes ataques", disse o cristão Savarimuthu Shankar à agência de notícias Matters India reagindo ao incidente que ocorreu dois dias depois de a Comissão Eleitoral da Índia anunciar a data da eleição da Assembleia Legislativa de Delhi, em 7 de fevereiro.
Outro cristão, Balraj Lourduswamy, afirmou à Matters India que as câmeras de segurança instaladas na porta da igreja mostraram a chegada de três pessoas em uma moto às 4h20 da manhã. Lourduswamy registrou um Primeiro Relatório de Informação na delegacia para dar sequência às investigações. Segundo ele, a polícia já identificou os culpados.
Aparentemente, os criminosos vestiam turbantes sikhs (portanto, supostamente, adeptos do sikhismo).
Mini John, secretária da Comissão de Mulheres da All India Catholic Union, condenou os ataques e instou o governo que tome medidas urgentes para evitar este tipo de incidente a fim de restaurar a confiança dos cristãos de Delhi.
Shankar alegou ainda que os ataques às igrejas têm ocorrido em intervalos regulares, e provocado um clima de insegurança entre os cristãos locais.
Investidas contra as igrejas de Nova Delhi
O primeiro incidente aconteceu em 1º de dezembro, quando uma igreja em Dilshad Garden, a leste de Delhi, foi queimada, provocando protestos de cristãos na capital. Apenas uma semana depois, desconhecidos lançaram pedras contra outra igreja, perto de Okhla, ao sul de Delhi, quebrando as janelas do edifício durante a reunião vespertina. Somado a esses ataques, em 3 de janeiro, um incêndio misterioso reduziu a cinzas um presépio de Natal mantido dentro da instalações da Igreja da Ressurreição, em Rohini, norte de Delhi.
FonteMatters India
TraduçãoAna Luíza Vastag

Nenhum comentário: