Padre é suspeito de furtar fios com internos de clínica de recuperação

A polícia investiga a participação de um padre no furto de cabos de postes de iluminação pública na estrada vicinal que liga o distrito de Corredeira a Pirajuí (SP). Segundo as investigações, o religioso foi flagrado junto com outros três internos de uma clínica de reabilitação para usuários de drogas. O grupo estava com cerca de três mil metros de fios por policiais militares.
De acordo com o boletim de ocorrência elaborado pela Polícia Militar, uma denúncia anônima informou aos policiais que um grupo estava retirando fios de um poste da estrada e colocando em um carro. No local, os policiais flagraram os três internos e o padre com uma escada e alicates.
Grupo foi flagrado com cerca de 3 mil metros de fios de alumínio. (Foto: Thais Andrioli/TV TEM)Grupo foi flagrado com cerca de 3 mil metros de fios
de alumínio. (Foto: Thais Andrioli/TV TEM)
Após o flagrante, todos foram encaminhados para a delegacia de Pirajuí.
A reportagem tentou conversar com o padre e o frei da clínica, mas ambos não quiseram dar entrevista. A Diocese de Lins já está ciente do caso e informou que, por enquanto, não irá se pronunciar.
Padre prestou depoimento e, seguida, foi liberado. (Foto: Thaís Andrioli/TV TEM)Padre prestou depoimento e, seguida, foi liberado.
(Foto: Thaís Andrioli/TV TEM)
Já segundo o delegado responsável pelo caso, Amir Ibrahim Júnior, o padre alegou em depoimento que foi buscar os internos na estrada quando se deparou com a situação.
“Ele afirmou que não estava envolvido no furto e que tomou ciência do fato assim que chegou. Já os três internos alegaram que foram ao local para recolher os cabos a pedido de um frei da clínica. Como os cabos estavam abandonados há algum tempo, a intenção era vendê-los ou trocá-los, pois a entidade estaria passando por dificuldades financeiras”, afirma.
O padre e os três internos foram ouvidos e vão responder em liberdade. "A Polícia Civil abriu inquérito pra investigar o caso e as investigações irão prosseguir no sentido de investigar o proprietário desse material. Preliminarmente, não foi possível essa identificação. Mas, se encontramos o proprietário, os investigados serão indiciados por furto”, conclui Amir.Ainda segundo o delegado, como os cabos não eram de telefonia ou rede elétrica, e não apresentaram ter algum proprietário, a ocorrência não pode ser registrada como flagrante. “Para registrar como flagrante é necessário que o objeto pertença a alguma pessoa. Porém, as investigações indicaram que esse material estaria em sinal de abandono. Então, não havia elementos para uma prisão em flagrante. Por isso, a ocorrência foi registrada apenas como furto”, explicou.
Em 2014, a Polícia Civil de Pirajuí também registrou ocorrência envolvendo padre. (Foto: Thaís Andrioli/TV TEM)Em 2014, a Polícia Civil de Pirajuí  registrou caso
envolvendo padre. (Foto: Thaís Andrioli/TV TEM)
Segundo caso
Esta não é a primeira vez que a cidade de Pirajuí registra uma ocorrência envolvendo padre. Em novembro do ano passado, a Diosese de Lins (SP) afastou um padre de uma paróquia de Pirajuí que, segundo a Polícia Civil, foi flagrado bebendo com menores de idade dentro da casa paroquial do município.
De acordo com as investigações do delegado responsável pelo caso, César Ricardo do Nascimento, a Polícia Militar foi chamada por vizinhos que estavam incomodados com o som alto que vinha do local.
Na casa, a polícia foi recebida pelo padre, de 57 anos, que, a princípio, disse que estava sozinho. No entanto, a PM insistiu para entrar e foi autorizada pelo sacerdote. No local, havia quatro rapazes, dois deles menores de idade, de 16 e 17 anos que, conforme a Polícia Civil, estariam bebendo junto com os outros dois jovens e o padre.
*Com informações de Thaís Andrioli e Giuliano Tamura/TV TEM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ILLUMINATIS , QUEM SERIA O LIDER DELES NO BRASIL ?

ENTENDA MAIS SOBRE LO-DEBAR “Lo-Debar, nunca mais” (II Samuel 9: 1-13) nos links

COMO FAZER UM ESBOÇO PARA PREGAÇÃO - Aprendendo a fazer um esboço de pregação.