sexta-feira, 31 de outubro de 2014

ESTAMOS DE LUTO , NÃO PELO AÉCIO E SIM PELO BRASIL.


Amados...
Como muitos disseram, estamos de luto, pois, o Brasil perdeu. Não foi o Aécio, mas o Brasil. Ter de suportar esta liderança mentirosa, que só pensa em hegemonizar a ideologia e transformar a nação e toda América Latina num continente socialista, que come o que os outros produzem, é insuportável.
Você pode discordar, mas, pressentíamos que isto iria acontecer, por isto passamos dias angustiantes diante de Deus.
E, diante desta situação temos dois lados a analisar. Nunca vimos tanta malignidade, imoralidade, e uso dos meios mais degradantes, humilhantes, violentos, mentirosos, desonestos, de manipulação, forja, e, a filosofia de que os fins justificam os meios do povo no poder.  Nunca os debates chegaram num nível tão baixo e vergonhoso de trocas de acusação e insulto entre os candidatos.
Sabíamos também que os resultados destas urnas não seriam, de forma nenhuma, confiáveis. Todos são unânimes ao afirmar, e até especialistas em computação (informática) nos asseguram do fato. Se somos um pouco informados, já sabemos que os resultados não poderiam ser verdadeiros, e que o engano se estabeleceria.
Sendo assim, os resultados seriam forjados de acordo com os interesses do partido no poder. Isto não aconteceu somente neste pleito. Isto vinha já acontecendo desde 2006, desde que o partido subiu ao poder.  O roubo e a transferência de votos de uma pessoa a outra já vinha acontecendo, e, ninguém levou a efeito a verificação, pois ficava muito deselegante e daria muito trabalho, pedir que os votos fossem recontados. O que deveria ter sido feito. Há pessoas que se candidataram, cujos votos foram roubados, em várias partes do Brasil: no Sudeste, no Sul e no Centro-Oeste.
Fomos roubados no primeiro turno. E o mesmo aconteceu no segundo. Uma das provas é que o IBOPE e o Data Folha foram comprados pelo governo. Há uma cifra de que eles gastaram 83 milhões para forjar os resultados da eleição. Usaram do mesmo método e da mesma técnica para enganar. IBOPE e a DATA FOLHA apresentavam os resultados para condicionar o povo a aceitar os resultados já esperados. Assim a presidenta poderia estar lá por 30 %, mas na última hora iria alcançar o adversário; assim eles trabalharam, pois as pesquisas SENSUS e ISTO É apresentavam outros resultados, que contradiziam os dois primeiros.
Sabemos que há uma multidão que viu e observou e tem provas das falcatruas nas urnas, uma multidão que enfrentaram as urnas quebradas, adulteradas e que não puderam reclamar e denunciar. Quando tentava denunciar, a resposta era: “É assim mesmo.” Com raras exceções levaram até o fim as suas inquietudes e seus inconformismos.
Eles nunca iriam desistir, pois não querem apenas ficar no poder e controlar o Brasil, mas usar o Brasil para estabelecer o domínio da América Latina. Veja as obras que o Brasil está fazendo, sem o povo ser informado, em Argentina, Cuba, Venezuela, Moçambique, Angola...
A nação está sucateada, na saúde, na educação, no transporte, para beneficiar estas nações a troco de quê? O ex-presidente deseja uma cadeira de Segurança na ONU. 
E, também este governo luta contra Israel e beneficia todas as nações muçulmanas e as nossas fronteiras estão abertas para tal. Mais e mais muçulmanos entrando no Brasil, sem muita burocracia. As nossas fronteiras estão abertas para os haitianos, nigerianos, moçambicanos e todos os muçulmanos, contanto que venham apoiar este governo.  
A nossa mídia em geral foi comprada, e divulga somente a versão que lhe interessa e beneficia. A corrupção enganou e comprou muita gente, muitas empresas e para destruir a nação e por que não incluir as igrejas, denominações e ministérios cristão-evangélicos? Muitos negaram a natureza da nossa fé genuína, caindo no conto mentiroso de que os fins justificam o meio. Muitos líderes evangélicos cederam a tentação do vil metal e foram comprados.   Mas, há um Deus que vê tudo e julga tudo.
Algo tem que ser feito, pois estamos vivendo uma mentira. Do contrário, vamos começar a viver uma ditadura sem precedentes: amordaçados, presos como porcos espinhos enganados, domesticados dentro de uma jaula, sem poder viver como seres humanos, mas como escravos e animais obrigados a negar a nosso destino.
Mas, por que isto está acontecendo para uma nação onde vemos Deus agindo tanto transformando história pessoais, famílias e vemos cidades em processo de transformação?
A despeito de tudo isto, muitos do Corpo de Cristo está em paz, pois fizeram o que tinham que fazer; jejuaram, oraram, e se arrependeram por identificação por aqueles que haviam se vendido.
A nossa nação tem um chamado. Há um destino profético, estabelecido da parte de Deus. É um destino que deverá durar de geração em geração. “O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos.  O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações. O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos. O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações.” (Is. 33:10,11).
Mas, o cumprimento dele dependerá de nós, brasileiros. Deus nos chamou.  Deveríamos atender o chamado. Mas, poderemos negligenciar o chamado, por nossas paixões, amor ao dinheiro, reputação, poder pelo poder.
Deus tem o seu conselho para o Brasil. Mas, se o conselho que Deus tem revelado, não for aceito na sua seriedade e profundidade, vamos perder o chamado e destino profético, e Deus poderá transferi-los, aos outros. Pois Ele não tem de dar satisfação a nós e a ninguém.
Como temos falado, a Igreja brasileira, até agora tem sido ufanista e triunfalista. Nem sabemos de verdade nos arrepender. Precisaríamos nos arrepender de verdade, mudando de comportamento.
Jesus fala tanto de se querem seguir a mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Não temos feito isto.
Nós nos embriagamos nas promessas, nas profecias, e começamos a celebrar aquilo que ainda não adquirimos, nem somos. Como bebê, começamos a viver sua vida centralizada em nós, pensando só na sua necessidade egoísta e egocêntrica.  Caolhos, pois só vemos a ponta do nosso nariz e nada mais. Só preocupados em estar com as nossas barriguinhas cheias e secas.  Quando dá fome, choramos e berramos.
O mundo que Deus amou? Os irmãos em necessidade? Os irmãos sendo decapitados nos países muçulmanos? Danem-se, estamos vivendo a nossa prosperidade: com grandes e lindos prédios, com todos os aparelhos eletrônicos de última geração.
Assim, se somos caolhos, não enxergamos a necessidade do mundo que tanto Deus amou. De igual forma, não vemos a necessidade dos irmãos. Nem vemos e compartilhamos a visão, o chamado do outro. Dá muito trabalho. Assim, vivemos isolados, sem unidade.
Esquecemos da oração que o Filho, Jesus, fez aos Pai, um pouco antes de ser crucificado: "Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra;  a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.  Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim". (Jo17:20-23).
Assim, o mundo não poderá conhecer o filho enviado pelo Pai. Pois não somos testemunhas do poderoso Deus transformador.
Teremos tempos difíceis.
Vamos enfrentar, a mando do governo, uma educação centralizada na feitiçaria, na ideologia de gênero, e ensino de teoria socialista e marxista. A liberdade religiosa poderá ser cerceada, a pregação proibida, a semelhança da mídia aparelhada e subservientes.
A qualquer momento, as nossas coisas, sejam casas, terrenos, propriedades que vieram do trabalho dos nossos pais, e do nosso próprio trabalho e esforço poderão ser transferidos aos outros, pelo movimento sem-terra e sem-teto.
O nosso dinheiro pode ser caçado, como foi há um tempo atrás. Agora de maneira violenta. Mas, o Senhor é nosso provedor, Jeowah Jiré
Deus fará a sua obra. Ele nos levará, através destes tempos difíceis, a uma profundidade de experiências, um quebrantamento, um convencimento que nada faremos sem o Senhor. Temos que adquirir a confiança e fé total Nele.
Esta guerra no Brasil é do Senhor!! Vamos considerar o que Ele prometeu aos israelitas: "Quando saíres à peleja contra os teus inimigos e vires cavalos, e carros, e povo maior em número do que tu, não os temerás; pois o SENHOR, teu Deus, que te fez sair da terra do Egito, está contigo.  Quando vos achegardes à peleja, o sacerdote se adiantará, e falará ao povo, e dir- lhe- á: Ouvi, ó Israel, hoje, vos achegais à peleja contra os vossos inimigos; que não desfaleça o vosso coração; não tenhais medo, não tremais, nem vos aterrorizeis diante deles,  pois o SENHOR, vosso Deus, é quem vai convosco a pelejar por vós contra os vossos inimigos, para vos salvar". (Dt 20:1-4)
Ele vai conosco, fará Sua guerra por nós, e teremos a nossa vitória. Assim, vamos aprender para valer o que Ele faz.
Aqueles que se prostituíram levando o povo a amar mais o vil metal, o dinheiro, a posse, a propriedade, a vaidade e a exibição, a posição social, vão enfrentar o fogo da purificação ou irão abandonar a fé. Pois este tempo será também o tempo da apostasia de multidão abandonar a sua fé genuína. 
Todos aqueles que se envaideciam, dizendo e declarando “porque eu faço e aconteço”, vão ser quebrados. A convicção de que não somos nada, e que dependemos cem por cento de Deus vai invadir os sinceros. O Espírito Santo vai continuar a orienta-los, pela motivação ainda correta do coração.
Porque assim diz o SENHOR Deus, o Santo de Israel: "Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranquilidade e na confiança, a vossa força, mas não o quisestes.” (Is. 30:15).
Por isto, agora é hora de buscar a Deus, por nós, conhecermos a Ele e descobrir qual é a comida de Deus para nós: "Uma comida tenho para comer, que vós não conheceis.  Diziam, então, os discípulos uns aos outros: Ter- lhe- ia, porventura, alguém trazido o que comer?  Disse- lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.  Não dizeis vós que ainda há quatro meses até à ceifa? Eu, porém, vos digo: erguei os olhos e vede os campos, pois já branquejam para a ceifa". (Jo 4:32-35).
Haverá também, uma onda de enfermidades. Temos visto isto. Teremos de orar e cuidar da nossa saúde, crendo em Jeowah Raphá, que tem agido poderosamente.
Continuaremos no arrependimento por identificação pela nação e pela Igreja Brasileira.




DRa . Neuza  itioka /  VIA  GRITOS DE  ALERTA

Nenhum comentário:

COLEIRA ERVA DE SANTA MARIA - PREÇOS ESPECIAIS PARA REVENDA

ENTRE NO LINK ABAIXO E COMPRE PARA REVENDA . https://petpetsbrasil.loja2.com.br/3600225-COLEIRA-ERVA-DE-SANTA-MARIA-REPELENTE-A-PULGAS-...