sábado, 20 de dezembro de 2014

Situação continua crítica aos cristãos norte-coreanos


Espalhados pela Coreia estão cerca de 60 mil cristãos detidos em campos e prisões e os demais, ainda livres, sabem que também podem enfrentar um destino semelhante, ou até pior, se descobertos. O governo totalitarista e o budismo predominante no país, fazem piorar as condições dos cristãos no país, que vivem sob pressão social, política e, sobretudo, religiosa.
20_NorthKorea_0380008715Em maio de 2014, a prisão do norte-americano Jeffrey Fowle, por ter esquecido uma Bíblia em um hotel – o evangelismo cristão é considerado crime no país – os olhos do mundo e da Organização das Nações Unidas se voltaram para a Coreia do Norte. Com o julgamento e a extradição do cidadão americano, a Coreia se comprometeu a suavizar a perseguição, mas segundo informações que vêm de bases de Portas Abertas Internacional, isso não aconteceu e não houve, sequer, uma trégua nas leis que regem o país. Ou seja, a perseguição dos cristãos norte-coreanos continua.
Ore pela Coreia do Norte:
1.Para que Deus abrande o coração dos seus governantes e que eles conheçam o verdadeiro amor de Cristo.
2. Pelo fim dos campos de prisioneiros, em sua maioria cristãos
3. Clame a Deus para que conceda sabedoria à Comunidade Internacional em lidar com a Coreia do Norte e suas violações dos Direitos Humanos.
4. Suplique a Deus pelos cristãos perseguidos na Coreia, para que Deus continue firmando sua fé e que, mesmo em meio ao sofrimento, o relacionamento com Deus se fortifique.
FontePortas Abertas Internacional

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...