quarta-feira, 25 de março de 2015

APOSTASIA PRESBITERIANA - Franklin Graham responde a aceitação do casamento gay na Igreja Presbiteriana dos EUA



“Devemos obedecer ao invés de procurar maneiras de redefini-los de acordo com os desejos da nossa cultura”, criticou o pastor.

A Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA) finalizou a votação sobre a aceitação e o reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo no dia 17 de março.

Conhecida como "Alteração 14-F" a emenda redefine a descrição de casamento em seu "Livro de Ordem", agora considerando também a união matrimonial entre pessoas do mesmo sexo e a enquadrando como "família".

Em 2011, a mesma denominação já havia aprovado a ordenação de sacerdotes que haviam assumido publicamente sua homossexualidade (gays ou lésbicas).

Diante da decisão, Franklin Graham tomou uma posição de crítica: "Em Sua Palavra, a Bíblia, Deus já definiu o casamento, assim como o pecado, e devemos obedecer ao invés de procurar maneiras de redefini-los de acordo com os desejos da nossa cultura. O casamento é definido como a união entre um homem e uma mulher – fim de discussão. Qualquer outra coisa é um pecado contra Deus, e Ele julgará todos os pecados um dia", publicou em sua página no Facebook.

Fonte: Guia-me

Nenhum comentário:

Pastor diz que igreja está aberta para Naldo, se ele quiser

Jaime Soares, pastor da Assembleia de Deus de Bonsucesso, igreja da Zona Norte do Rio que era frequentada por Naldo Benny desde antes da...