quinta-feira, 23 de abril de 2015

A Bíblia e os cristãos perseguidos por causa de sua fé


A Bíblia e os cristãos perseguidos por causa de sua fé
A igreja encontra na Bíblia direcionamento, chamado e missão. No Dia Mundial do Livro, comemorado nesta quinta-feira, 23 de abril, leia relatos do livro mais vendido no Brasil e proibido em países onde os cristãos são perseguidos por sua fé.
A Bíblia ainda é o livro mais vendido do Brasil. Segundo uma pesquisa publicada pelo Instituto Pró-livro em 2012, 90% dos brasileiros afirmam ter uma Bíblia em casa. Porém, apenas 16% deles leem-na diariamente (em termos de comparação, é como se apenas os brasileiros residentes na Bahia, em Pernambuco e no Ceará lessem as Escrituras). Outros estudos mostram que os cristãos brasileiros dedicam mais tempo à televisão e ao Facebook do que ao estudo da Palavra de Deus. 
O comportamento de cristãos que vivem no mesmo tempo que nós refletem em sua vida a obediência incondicional aos ensinamentos de Jesus. Perseguidos por ler a Bíblia e oprimidos por fazer parte de uma comunidade de convertidos, ainda assim, os cristãos perseguidos entendem que vale a pena seguir a Jesus e querem convidar outros a fazer o mesmo. Testemunhar da nova fé é uma atividade muito arriscada em um país que não tolera o evangelho. O cristão corre o risco de falar para a pessoa errada, ser pego em flagrante e acabar na cadeia por causa disso. 
A seguir, confira notícias de irmãos que arriscaram sua vida e liberdade para ter acesso à Palavra de Deus: 

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...