quinta-feira, 23 de julho de 2015

QUEM DIRIA , NÉ SENHOR ABRAVANEL ( SILVIO SANTOS ) . SBT estreia desenho com romance lésbico no "Bom Dia & Cia"


Nos Estados Unidos, a animação gerou polêmica no ano passado pela violência e pela sugestão de um relacionamento lésbico da protagonista.

O SBT estreou nesta quarta-feira (22) o desenho "Avatar: A Lenda de Korra", dentro do programa "Bom Dia & Cia". A novidade foi anunciada nesta terça por Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos e apresentadora do infantil há uma semana, quando a Justiça proibiu a emissora de usar crianças no programa. Nos Estados Unidos, a animação gerou polêmica no ano passado pela violência e pela sugestão de um relacionamento lésbico da protagonista, exibida no último episódio, em dezembro de 2014.

Procurado pela reportagem, o SBT afirma que comprou apenas a primeira e segunda temporada do desenho. O capítulo que gerou a polêmica sobre a sexualidade da protagonista faz parte da 4ª e última temporada.

No desenho, Korra é uma adolescente forte e corajosa escolhida como Avatar, que tem um espírito capaz de controlar os quatro elementos da natureza. Ela domina três (água, fogo e terra) e parte com seus três amigos (Mako, Bolin e Asami) em busca do último elemento, o ar.

A trama de Korra mistura fantasia e ficção científica e se passa cerca de 70 anos depois de "A Lenda de Aang". Korra, uma das poucas heroínas dos desenhos de ação (em que a maioria dos guerreiros é do sexo masculino), tenta libertar a Cidade República, a metrópole da história, dos crimes do vilão Amon. Ela também luta contra espíritos na Tribo da Água do Sul, sua terra natal, e enfrenta uma sociedade secreta disposta a implantar o caos no mundo.
No decorrer da história ("A Lenda de Korra" tem quatro temporadas e 52 episódios), a protagonista vive um triângulo amoroso com os irmãos Mako e Bolin, mas ela assume o relacionamento com o primeiro. Na terceira temporada, Korra começa uma intensa amizade com Asami (que havia namorado Mako).

O final do desenho intrigou os fãs sobre um provável namoro lésbico: Korra e Asami se entreolham e vão juntas, de mãos dadas, para o mundo espiritual. Montagens com "Korrasami" (união dos dois nomes) foram espalhadas pela internet com as duas personagens se beijando.

Após a exibição do polêmico fim, o roteirista Michael Dante DiMartino, um dos criadores da animação, confirmou em seu blog o relacionamento homossexual entre Korra e Asami. "Nossa intenção com a última cena foi para mostrar o mais claro possível que, sim, Korra e Asami têm sentimentos românticos uma pela outra. O momento em que elas entraram no portal espiritual simboliza sua evolução de amigas para um casal", esclareceu DiMartino.

"A Lenda de Korra" estreou nos Estados Unidos em 2012, porém mudou de horário por ser considerado "ousado e adulto" para ir ao ar nas manhãs. A revista norte-americana "Vanity Fair" chegou a chamar o desenho de "subversivo". Depois, deixou a TV. As últimas duas temporadas, com a amizade entre Korra a Asami, foram exibidas apenas na internet.

O desenho é um spin-off de "Avatar: A Lenda de Aang" (2005), exibido pelo canal pago Nickelodeon e pela Globo. Além de ter virado filme em 2010, com direção do cineasta indiano M. Night Shyamalan, o mesmo de "O Sexto Sentido" (1999), "Korra" chegou a ser comprado pela Band, porém não foi ao ar.

Enquanto os apresentadores mirins Matheus Ueta e Ana Julia não podem retornar, Silvia Abravanel segue no comando do "Bom Dia & Cia". Apesar de ser "tapa-buraco", a filha de Silvio Santos tem agradado ao SBT. Na segunda-feira, derrotou o "Bem Estar", da Globo (5,6 a 5,3). Na média, foi vice-líder, à frente da Record (5,5 a 5,0).

A assessoria de imprensa da emissora confirmou que as duas primeiras temporadas do desenho serão exibidas dentro da classificação indicativa – mínimo de 10 anos para o "Bom Dia & Cia".


Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Com ataque à Globo, Domingo Espetacular debate a arte com apologia à pedofilia

Programa Domingo Espetacular, na Record TV O debate sobre as exposições de arte com apologia à pedofilia e outros temas no Brasil marc...