quinta-feira, 16 de abril de 2015

MATADORES 02 - Polícia italiana prende 15 imigrantes muçulmanos que atiraram cristãos ao mar

Imigrantes ilegais resgatados pelas autoridades italianos chegam a Palermo, em Itália
Imigrantes ilegais resgatados pelas autoridades italianos chegam a Palermo, em ItáliaFotografia © REUTERS/Guglielmo Mangiapane

Os suspeitos são acusados de "múltiplo homicídio agravado motivado por ódio religioso".

A polícia italiana anunciou hoje ter detido 15 imigrantes muçulmanos africanos depois de testemunhas relatarem que eles haviam atirado 12 passageiros cristãos borda fora, na sequência de uma rixa no barco em que seguiam com destino a Itália.
As vítimas eram "de fé cristã, ao passo que os seus atacantes eram de fé muçulmana", disse a polícia de Palermo em comunicado, indicando que os 15 imigrantes, detidos na quarta-feira à chegada à Sicília, a bordo do navio Ellensborg, que os recolheu, são de nacionalidade costa-marfinense, maliana e senegalesa.
Os 15 homens foram hoje acusados de "múltiplo homicídio agravado motivado por ódio religioso".
O drama ocorreu no estreito da Sicília e, segundo testemunhos fornecidos à polícia por uma dezena de refugiados nigerianos e ganeses que se encontravam a bordo da embarcação, a disputa deveu-se a razões religiosas.
Os sobreviventes explicaram que tinham partido na terça-feira da costa líbia num barco pneumático transportando, no total, uma centena de passageiros.

Nenhum comentário: