quarta-feira, 8 de julho de 2015

Apesar da perseguição, Evangelho na Colômbia continua em franco crescimento


Apesar da perseguição, Evangelho na Colômbia continua em franco crescimento
A Colômbia ocupa a 35ª posição no ranking da Classificação da Perseguição Religiosa 2015. Lá, a violencia contra os cristãos é grande. Por outro lado, o crescimento da igreja é significativo. As guerrilhas, os cartéis de narcotráfico, o corporativismo corrupto do governo e as religiões tradicionais continuam a testar a fé dos novos convertidos. Aqueles que se convertem são considerados traidores e alguns são assassinados. Missionários são ameaçados, sequestrados e às vezes mortos. Muitos cristãos são martirizados por assumir posições contrárias ao crime.
 
Em função de todo contexto religioso que o país vive e da necessidade de proteger os filhos dos cristãos, em uma pequena cidade bem no meio da Colômbia foi criado um centro educacional bastante diferente, com aula de música e estudo bíblico, além das classes de história e matemática. Todos os alunos do centro já experimentaram, de uma forma ou outra, a perseguição religiosa.
 
Trata-se da Casa Abrigo Visão Ágape, um projeto da Portas Abertas inaugurado em janeiro de 2000. Seu objetivo é fornecer educação e proteção aos filhos de pastores e líderes de igrejas ameaçadas pela guerra civil no país. Alguns dos alunos chegaram a perder seus pais por causa da hostilidade de grupos rebeldes contra a igreja.
 
Cinquenta e seis alunos matriculados moram e estudam no local e, apesar de estarem em um ambiente cercado de cuidado e proteção, os alunos da Casa estão distantes de seus familiares, amigos, escolas, cidades. Por isso, a Portas Abertas criou uma campanha que consiste em escrever para essas crianças. Qualquer pessoa pode mandar uma carta. 
 
Se você se interessou pela Colômbia, no mês de novembro, o ministério Sem Fronteiras da Portas Abertas realizará uma viagem para o país com o objetivo de encorajar os cristãos locais a conhecer um pouco mais sobre a Igreja Perseguida. A viagem é aberta ao público em geral e os valores ainda serão confirmados. 




VIA  GRITOS DE ALERTA

Nenhum comentário:

Mais de 1.300 crianças foram vítimas de abusos sexuais na Austrália

Pedofilia A Comissão Real para Respostas Institucionais ao Abuso Sexual Infantil, na Austrália, lançou, esta quinta-feira, um relatório ...