quarta-feira, 8 de julho de 2015

Júri indicia atirador de igreja nos EUA por nove assassinatos

(Foto: AFP)(Foto: AFP)
Dylann Roof, suspeito de cometer um massacre no mês passado em uma igreja afro-americana em Charleston, no estado americano da Carolina do Sul, foi indiciado por um júri por nove assassinatos e três tentativas de homicídio, disse uma promotora nesta terça-feira.

Roof, um jovem branco de 21 anos ligado a comentários e atitudes racistas, é acusado de matar nove pessoas negras em uma igreja metodista histórica em 17 de junho. Ele teria confessado a agressão e dito que pretendia instigar novos confrontos raciais, segundo a rede CNN.

Ele já havia sido acusado pelo Estado por nove assassinatos e porte de arma durante ato de crime violento. Três tentativas de homicídio relacionadas a pessoas que sobreviveram à chacina foram apresentadas ao grande júri, disse a promotora Scarlett Wilson em comunicado. Ela não deu mais detalhes.

O massacre trouxe de novo à tona o debate sobre as divisões raciais e a criminalidade nos EUA, e reiniciou discussões sobre controle de armas em um país onde o direito de possuir armamentos é protegido pela Constituição.

No dia do ataque, o suspeito se reuniu com paroquianos durante uma hora antes de abrir fogo, matando nove pessoas.



https://br.noticias.yahoo.com/j%C3%BAri-indicia-atirador-igreja-nos-eua-nove-assassinatos-054704817.html

Nenhum comentário:

Pastor é sequestrado e queimado vivo com as mãos amarradas, na África

Martin Beneke, de 45 anos, era pastor sênior e fundador da Life in Christ Network. O corpo de um pastor sul-africano foi encontrado tot...