terça-feira, 1 de setembro de 2015

Líderes cristãos são presos após falarem sobre perseguição


Líderes cristãos são presos após falarem sobre perseguição
Após as queixas sobre o aumento da perseguição, em uma área dominada por muçulmanos, no sul da Etiópia, o tribunal responsável pelo Distrito, acusou seis líderes etíopes da Igreja Ortodoxa, por incitarem distúrbios públicos, destruírem a confiança pública no governo e disseminarem o ódio. O tribunal considerou os homens culpados e eles foram condenados de 5 a 9 anos de prisão.
Durante muitos anos, a Igreja Ortodoxa Etíope (EOC - Ethiopian Orthodox Church) tem sido perseguida, e os cristãos estão cada vez mais vulneráveis à pressão do extremismo muçulmano em determinadas áreas do país. O templo está situado em Kilto, a 180 km ao sul da capital Addis Ababa, em Silte, que é uma zona muçulmana, dominada desde 2001, através de um plebiscito, onde foi escolhida por unanimidade a formação de uma zona separada, tendo Worabe como capital.
Atualmente, Worabe acolhe pelo menos quatro mesquitas, das quais os cristãos alegam ser a fonte do aumento da perseguição, incluindo maus-tratos contra sua igreja e seus membros. Muçulmanos locais e funcionários do governo também colaboram para esse quadro de violência. Entre as reclamações dos cristãos, estão também a discriminação em oportunidades de trabalho, demissão de emprego sem justa causa, feedback negativo e injusto no desempenho de trabalho, queima de igrejas, ataques físicos e ameaças contra suas vidas.
Os seis líderes da EOC que se queixaram da perseguição, citaram alguns episódios absurdos do Estado Islâmico e comentaram sobre um vídeo postado na internet, pelo grupo, onde os radicais executam violentamente líderes da Igreja Ortodoxa Etíope. Os seis foram obrigados a pedir desculpas, mas não convenceram o governo, por isso foram condenados e transferidos para a prisão em Worabe. O líder da diocese regional da EOC mencionou que eles vão recorrer ao veredito, mas deixou claro que "a prisão é comum no cristianismo, e que é um bom sinal ser perseguido".
Pedidos de oração
- Ore pelos líderes da igreja que estão presos, para que eles sejam corajosos e não desanimem.
- Lembre-se de pedir a Deus pelas suas famílias, para que mantenham a paz e a graça, mesmo nessas circunstâncias.
- Ore também para que todos os cristãos da Etiópia sejam consolados pelo Espírito Santo e que tenham profundas experiências com Deus, apesar da crise em que vivem.
- Peça para que haja justiça em todos os processos abertos contra os cristãos.

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...