quarta-feira, 20 de maio de 2015

Senado trai o Brasil e aprova Fachin para o STF

 FOMOS TRAÍDOS POR UMA CORJA DE COMUNISTAS , QUE AGORA PASSAM A SEREM PROTEGIDOS PELO MESMO QUE APOIARAM .
E COMO OS JULGAMENTOS DOS POLÍTICOS BANDIDOS  PASSA POR ELE , ENTÃO , A TROCA DE FAVORES ESTARÁ FEITA . 

E  COM ISSO GANHA A DILMA E A GANG DELA , E PERDE OS BRASILEIROS , INCLUSIVE OS TONTOS QUE VOTARAM NELA . 

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (19) um dos nomes mais controversos já indicado pelo Palácio do Planalto para ocupar uma vaga no Supremo Tribunal Federal, o advogado Luiz Edson Fachin.
Com uma trajetória pontuada por manifestações esquerdistas e abertamente partidárias, Fachin foi aprovado por 52 votos a favor e 27 contra e representa uma das maiores derrotas para a liderança cristã no país em vários anos.
Inimigo declarado dos valores tradicionais, o advogado defende pensão para amantes, privilégios para movimentos homossexuais e teses que corroboram com o aborto.
Além disso, o novo ministro teria cometido crime ao exercer a advocacia privada, quando trabalhava como procurador do Paraná, mesmo isso sendo vedado pela Constituição do estado.
O senador Magno Malta, do PR, foi o único a usar a tribuna para se manifestar contra a indicação por causa de suas posições dúbias a respeito de temas como a legalização das drogas e família.
Com uma biografia pontuada por posições radicais, Fachin recebeu recursos para defender o governo paraguaio ao mesmo tempo em que era professor da Universidade Federal do Paraná.
A votação em plenário era a última etapa que faltava para que o jurista se tornasse apto a tomar posse como novo ministro no STF.

Nenhum comentário:

“Não chame meninas de princesas”, diz campanha da Avon

Uma campanha da Avon tem gerado polêmica nas redes sociais por pedir aos pais que não chamem suas filhas de “princesas”, dizendo que o elo...