domingo, 2 de janeiro de 2011

Promotoria pede internação de adolescentes suspeitos de agressão homofóbica na Paulista



O Ministério Público entrou nesta quinta-feira (30) com pedido de internação definitiva de três dos quatro adolescentes suspeitos de agressão na região da avenida Paulista no dia 14 de novembro.
O trio estava internado na Fundação Casa (antiga Febem), em São Paulo, e foi libertado em 23 de dezembro, por decisão do juiz Egberto de Almeida Penido, da 1ª Vara da Infância e da Juventude do Estado.
As promotoras de Justiça Ana Laura Bandeira Lins Lunardelli e Paula Pruks interpuseram ainda recurso de apelação para que a agressão contra Gilberto Felipe Andrade, 18, seja reconhecida.
Andrade apareceu quando a ocorrência de agressão contra outros jovens estava sendo registrada e disse ter sido vítima das mesmas pessoas, por volta das 3h do dia 14 de novembro, na avenida Brigadeiro Luís Antônio.
O grupo de quatro adolescentes e um adulto é suspeito de agressão com motivação homofóbica. Um dos adolescentes –o que aparece em imagens de câmeras de segurança atacando pessoas com uma lâmpada fluorescente– continua internado na Fundação Casa por decisão do juiz. Já o estudante Jonathan Lauton Domingues, 19, está foragido.


Fonte: Folha Online

Nenhum comentário: